Bolsa de Lisboa em baixa com BCP e Galp a perderem mais de 2%

A bolsa de Lisboa mantinha hoje a tendência de queda da abertura, com o BCP e a Galp Energia a liderarem as desvalorizações, a caírem 2,45% para 0,12 euros e 2,36% para 9,09 euros.

Cerca das 9:00 desta sexta-feira em Lisboa, o principal índice da bolsa, o PSI20, recuava 0,98% para 4.749,39 pontos, com 13 'papéis' a desvalorizarem-se, um a subir (Pharol) e tês inalterados (Altri, Ibersol e REN).

Aos 'papéis' do BCP e da Galp Energia seguiam-se os da NOS, CTT e Navigator, que registavam desvalorizações de 1,75% para 3,14 euros, 1,59% para 2,48 euros e 1,44% para 2,46 euros.

As ações da Sonae, SGPS, Semapa e Mota-Engil também registavam perdas de mais de 1%.

Em sentido contrário, as ações da Pharol eram as únicas que subiam, designadamente 0,87% para 0,15 euros.

Na Europa, as principais bolsas europeias abriram hoje em baixa, pendentes das negociações do 'Brexit' que se prolongam até domingo, depois de a reunião em Bruxelas entre a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, para tentar alcançar um acordo sobre as relações comerciais ter fracassado.

Analistas citados pela Efe acreditam que continua a existir vontade política para chegar a um acordo e valorizam o facto de Boris Johnson ter anunciado que retirará as cláusulas da lei de mercado interno que eram contrárias à lei internacional do acordo de saída entre a UE e o Reino Unido.

Hoje os investidores aguardam os dados da confiança dos consumidores norte-americanos de dezembro e dos preços da produção de novembro.

Na quinta-feira, a bolsa de Nova Iorque terminou mista, com o Dow Jones a cair 0,23% para 29.999,26 pontos, contra o atual máximo desde que foi criado em 1896, de 30.218,26 pontos, registado em 04 de dezembro.

Em sentido contrário, o Nasdaq terminou a valorizar-se 0,54% para 12.405,81 pontos, contra o atual máximo de 12.582,77 pontos em 08 de dezembro.

A nível cambial, o euro abriu hoje em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,2133 dólares, contra 1,2120 dólares na quinta-feira e o atual máximo desde maio de 2018, de 1,2146 dólares, em 03 de dezembro.

O barril de petróleo Brent para entrega em fevereiro abriu também com tendência positiva no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, a cotar-se a 50,56 dólares, um máximo desde 3 de março, contra 50,25 dólares na quinta-feira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de