Bolsa de Lisboa em baixa com EDP e EDP Renováveis a desvalorizarem-se

PSI20 mantinha a tendência de baixa, com a EDP e EDP Renováveis a desvalorizarem-se 0,70% para 4,39 euros e 0,57% para 13,94 euros, respetivamente.

Cerca das 09:00 em Lisboa, o principal índice da bolsa, o PSI20, descia 0,15% para 4.474,81 pontos, com oito 'papéis' a descerem, sete a subirem e três inalterados (Novabase, Pharol e Sonae Capital).

As ações da Ibersol lideravam as perdas, estando a cair 1,05% para 5,64 euros.

Aos 'papéis' da Ibersol, EDP e EDP Renováveis, seguiam-se os da REN, Jerónimo Martins e Corticeira Amorim, que registavam perdas de 0,40% para 2,46 euros, 0,28% para 14,15 euros e de 0,19% para 10,46 euros.

Em contrapartida, em sentido inverso, as ações da Mota-Engil, CTT e Semapa eram as que mais se valorizavam, já que subiam 2,21% para 1,39 euros, 1,76% para 2,90 euros e 0,74% para 8,13 euros.

Entretanto, na quarta-feira, a Cofina lançou uma OPA sobre 100% do capital da Media Capital, alterando a oferta de 21 de setembro, sendo o valor de referência proposto de 0,415 euros por ação, a que corresponde um montante total de 35 milhões de euros e considera um 'entreprise value' de cerca de 130 milhões de euros.

Hoje, Cerca das 9:40, as ações da Cofina estavam a cotar-se a 0,238 euros, a subir 8,18% face ao fecho de quarta-feira, depois de terem sido transacionados cerca de 406 mil ‘papéis’.

As ações da Media Capital foram transacionadas a 2,12 euros pela última vez em 27 de julho.

Assim, desde quarta-feira, a Media Capital tem oito dias corridos, a contar da receção dos projetos de prospeto e de anúncio de lançamento da oferta pública de aquisição (OPA) da Cofina, para elaborar um relatório sobre a oportunidade e condições da oferta.

Sobre a modificação da OPA preliminarmente anunciada, a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) disponibiliza no seu 'site' um conjunto de perguntas e respostas.

A Cofina tem até final do mês para fazer o pedido de registo da OPA.

"Atendendo à modificação da oferta, a Cofina deverá remeter novas versões do projeto de prospeto e de anúncio de lançamento à sociedade visada para que esta se pronuncie sobre os novos termos da oferta. Após a receção e análise dessa documentação, a sociedade visada deve, no prazo máximo de oito dias (corridos) enviar ao oferente, à CMVM e divulgar ao público, um relatório sobre a oportunidade e as novas condições da oferta", acrescenta a CMVM.

Na Europa, as principais bolsas abriram hoje em baixa, depois do mercado de Nova Iorque ter fechado com ganhos superiores a 1% na quarta-feira e à espera da publicação de vários indicadores macroeconómicos.

Na quarta-feira, a bolsa de Nova Iorque fechou em alta, com o Dow Jones a avançar 1,05% para 27.976,84 pontos, contra 29.551,42 pontos em 12 de fevereiro, atual máximo desde que foi criado em 1896.

No mesmo sentido, o Nasdaq fechou a subir 2,13% para 11.012,24 pontos, contra o atual máximo de sempre, de 11.108,07 pontos, em 06 de agosto.

A nível cambial, o euro abriu hoje em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1822 dólares, contra 1,1792 dólares na quarta-feira e o máximo desde 15 de maio de 2018, de 1,1880 dólares em 06 de agosto.

O barril de petróleo Brent para entrega em outubro abriu com tendência descendente, a cotar-se a 45,30 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, contra 45,43 dólares na quarta-feira.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de