Bolsa de Lisboa em baixa ligeira com Ibersol a cair 1,69% e Pharol a subir 1,35%

Lisboa, 09 jul 2021 (Lusa) -- A bolsa de Lisboa estava hoje em baixa ligeira, invertendo a tendência da abertura, com a Ibersol a cair 1,69% para 5,80 euros e a Pharol a subir 1,35% para 0,10 euros.

Cerca das 09:00 em Lisboa, o principal índice da bolsa, o PSI20, recuava 0,02% para 5.148,12 pontos, com oito 'papéis' a subirem, sete a descerem e três inalterados (Altri em 5,31 euros, Corticeira Amorim em 10,60 euros e Novabase em 4,37 euros.

Além dos títulos da Ibersol, os da EDP Renováveis e da Galp Energia eram outros dos que mais recuavam, já que se desvalorizavam 1,25% para 20,46 euros e 0,38% para 8,92 euros.

Em sentido contrário, os títulos da Jerónimo Martins, CTT e BCP subiam 0,66% para 16,68 euros, 0,60% para 5,04 euros e 0,39% para 0,13 euros, respetivamente.

Na Europa, as principais bolsas abriram hoje em alta, com os olhos postos nas atas da última reunião de política monetária do Banco Central Europeu (BCE), realizada em 10 de junho.

Além das atas da reunião do BCE, durante a qual confirmou que no terceiro trimestre vai comprar mais dívida, hoje serão conhecidos os dados da produção industrial no Reino Unido, França e Itália.

Na quinta-feira, as bolsas europeias terminaram em forte baixa devido às dúvidas geradas pela pandemia e as consequências desta na economia e em Wall Street a tendência foi agravada depois da divulgação dos dados semanais de pedidos de subsídio de desemprego nos EUA, que subiram 373.000 na semana passada, refletindo uma possível desaceleração do crescimento.

Os investidores continuam cautelosos com o aumento dos casos contágios com a variante delta do novo coronavírus, que já provocou a imposição de novos confinamentos em alguns países, e vão manter-se atentos ao ritmo de vacinação e à expansão de novas variantes do SARS-Cov-2.

A bolsa de Nova Iorque terminou em baixa na quinta-feira, com o Dow Jones a cair 0,75% para 34.421,93 pontos, contra o atual máximo desde que foi criado em 1896, de 34.786,35 pontos, registado em 02 de julho.

No mesmo sentido, o Nasdaq fechou a desvalorizar-se 0,72% para 14.559,79 pontos, contra o atual máximo de 14.665,06 pontos verificado em 07 de julho.

A nível cambial, o euro abriu em baixa no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1834 dólares, contra 1,1845 dólares na quinta-feira e o atual máximo desde maio de 2018, de 1,2300 dólares, em 05 de janeiro.

O barril de petróleo Brent para entrega em setembro abriu em baixa no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, a cotar-se a 74,50 dólares, contra 74,12 dólares na quinta-feira e o atual máximo desde pelo menos o início de 2018, de 77,16 dólares verificado em 05 de julho.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de