Bolsa de Lisboa mantinha-se em terreno positivo com ações da família EDP a impulsionar ganhos

A bolsa de Lisboa mantinha-se a negociar em terreno positivo, com as ações da "família" EDP a impulsionar os ganhos, alinhada com as principais congéneres europeias.

Na quarta-feira, o principal índice, o PSI20, fechou em baixa, a perder 1,33% para 5.460,27 pontos, acompanhando as descidas registadas no resto da Europa.

Hoje, pelas 09:10, o PSI20 seguia em alta de 0,76% para 5.501,67 pontos, com 12 ações em alta, cinco em baixa e duas inalteradas.

A EDP e a EDP Renováveis eram as cotadas que mais subiam, com ganhos de 2,08% e 2,01% para 4,61 euros e 20,98 euros, respetivamente.

A Galp seguia também em alta de 0,50% para 9,64 pontos e a Jerónimo Martins avançava 0,46% para 18,20 euros.

Do lado das perdas, a Ibersol e os CTT eram as empresas que mais caíam, com descidas de 1,01% e 0,54% para 5,28 euros e 1,62 euros, respetivamente.

As principais bolsas europeias estavam hoje a negociar em alta, graças ao travão da escalada dos preços do petróleo e da subida dos juros das dívidas soberanas, perante receios de uma subida persistente da inflação.

A nível cambial, o euro abriu em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1570 dólares, contra o mínimo de 1,1543 dólares na quarta-feira e o atual máximo desde maio de 2018, de 1,2300 dólares, em 05 de janeiro.

O barril de petróleo Brent para entrega em dezembro abriu em baixa no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, a cotar-se a 80,70 dólares, contra 81,08 dólares na quarta-feira, depois de ter subido para 82,56 dólares em 01 de outubro, um máximo desde outubro de 2018.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de