Bolsa

Bolsa de Lisboa sobe 1,21% em linha com praças europeias

Fotografia: Paulo Spranger/Global Media
Fotografia: Paulo Spranger/Global Media

Das 18 cotadas que integram o PSI20, 11 ficaram em alta, cinco em baixa e duas inalteradas.

A bolsa de Lisboa encerrou hoje em alta, alinhada com a principais praças europeias, com o índice PSI20 a subir 1,21% para 4.347,85 pontos e a Sonae Capital a somar 36,67%.

Das 18 cotadas que integram o PSI20, 11 ficaram em alta, cinco em baixa e duas inalteradas. A Sonae Capital liderou os ganhos ao somar 36,67% para 0,66 euros, depois da OPA da Efanor lançada na sexta-feira.

A sociedade Efanor, a maior acionista do grupo Sonae, lançou uma “oferta pública geral e voluntária de aquisição de ações representativas do capital social” da Sonae Indústria e Sonae Capital, de acordo com dois comunicados enviados ao mercado na sexta-feira.

Nas maiores subidas ficaram ainda os CTT, que progrediram 3,08% para 2,35 euros e a Semapa, que subiu 2,88% para 7,87 euros, após ter apresentado resultados na sexta-feira.

Os lucros da Semapa caíram 61% no primeiro semestre deste ano, para 39,3 milhões de euros, em termos homólogos, avançou o grupo em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A Navigator avançou 2,74% para 2,17 euros, a Mota-Engil subiu 2,56% para 1,20 euros e a Galp ganhou 2,52% para 9,12 euros.

No mesmo sentido, a Altri subiu 2,43% para 4,30, a EDP 1,61% para 4,35 euros e o BCP 1,53% para 0,10 euros.

Nas descidas, a Ibersol caiu 1,83% para 5,36 euros, a Pharol baixou 1,18% para 0,12 euros e a Sonae SGPS recuou 0,25% para 0,59 euros.

Com desvalorizações mais baixas ficaram a Corticeira Amorim (0,20% para 9,85 euros) e a Jerónimo Martins (0,07% para 14,28 euros).

No resto da Europa, Frankfurt subiu 2,71%, Londres 2,29%, Paris 1,93%, Milão 1,51% e Madrid 1,42%, com as bolsas a recuperarem das perdas registadas na semana passada.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Gerardo Santos/Global Imagens

Saídas para a reforma disparam 43% na função pública

Foto: DR

EDP flexibilizou pagamento de faturas no valor de 60 milhões de euros

Ministro de Estado, da Economia e Transição Digital, Pedro Siza Vieira. TIAGO PETINGA/LUSA

Moratórias bancárias estendidas até final de setembro de 2021

Bolsa de Lisboa sobe 1,21% em linha com praças europeias