Mercados

Bolsa de Nova Iorque mista com investidores focados em Jackson Hole

A bolsa de Nova Iorque segue a negociar mista, com os investidores atentos aos discursos dos presidentes da Fed e do BCE na reunião de Jackson Hole

A bolsa de Nova Iorque segue hoje a negociar mista, com os investidores atentos aos discursos dos presidentes da Reserva Federal, Janet Yellen, e do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, na reunião de Jackson Hole, nos Estados Unidos.

Cerca das 14:45 (hora de Lisboa), o índice Dow Jones Industrial subia 0,02%, para 21.818,15 pontos, enquanto o Standard & Poor’s recuperava 0,25%, para 2.450,18 pontos.

Em sentido contrário, seguia o tecnológico Nasdaq a cair 0,03% para 6.276,95 pontos.

Os analistas internacionais referiram que os investidores estão “atentos aos sinais” vindos da reunião dos principais banqueiros centrais que está a decorrer em Jackson Hole, nos Estados Unidos, mostrando “especial interesse” aos discursos de Janet Yellen e de Mario Draghi.

A bolsa de Nova Iorque encerrou em baixa na quarta-feira, com o principal indicador, o índice Dow Jones Industrial, a perder 0,4%, arrastado por novas incertezas quanto às políticas da administração do Presidente dos EUA, Donald Trump.

No fecho das operações, o índice Dow Jones tinha perdido 0,4%, para 21.812,09, enquanto o Nasdaq perdeu 0,30%, para 6.278,41 e o Standard & Poor’s recuou 0,35%, para 2.444,04 pontos.

Depois de, na terça-feira, Wall Street ter encerrado em forte alta, a ameaça do Presidente norte-americano de “fechar o Governo” se o Congresso não aprovasse o financiamento da construção de um muro na fronteira com o México fez regressar os receios dos investidores.

Hoje os receios sobre o aumento da dívida estão “mais atenuados”, disseram analistas citados pela agência de informação financeira Bloomberg, e os investidores procuram agora novos sinais sobre a evolução da economia e das taxas de juro.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O governador do Banco de Portugal, Carlos Costa. (Fotografia: Mário Cruz/ Lusa)

Carlos Costa: “Não participei nos 25 grandes créditos que geraram perdas” à CGD

Pedro Granadeiro / Global Imagens

Reclamações. Anacom acusa CTT de divulgar informação enganosa

Paulo Macedo, presidente da CGD

CGD cumpre “com margem significativa” requisitos de capital do BCE

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Bolsa de Nova Iorque mista com investidores focados em Jackson Hole