Bolsas europeias animadas com melhoria de indicadores macroeconómicos

As bolsas abriram em alta, inclusive a praça de Lisboa. A única exceção foi Frankfurt.

As principais bolsas europeias abriram esta terça-feira em alta, sustentadas pela melhoria dos indicadores macroeconómicos globais e pendentes da comparência do presidente da Reserva Federal (Fed), Jerome Powell, no Senado dos Estados Unidos.

Cerca das 8:45 em Lisboa, o EuroStoxx 600 descia 0,19% para 412,28 pontos.

As bolsas de Londres e Paris avançavam 0,32% e 0,16%, bem como a de Milão e de Madrid, que se valorizavam 0,71% e 0,28%.

Frankfurt era a exceção, já que recuava 0,33%.

Depois de ter aberto em alta, a bolsa de Lisboa mantinha a tendência e, cerca das 8:45, o principal índice, o PSI20, subia ligeiramente, 0,02% para 4.775,38 pontos.

A bolsa de Nova Iorque terminou mista na segunda-feira, com o Dow Jones a subir 0,09% para 31.521,69 pontos, contra 31.613,02 pontos em 17 de fevereiro, atual máximo desde que foi criado em 1896.

Em sentido contrário, o Nasdaq fechou em baixa na segunda-feira, a cair 2,46% para 13.533,05 pontos, contra o atual máximo de 14.095,47 pontos em 12 de fevereiro.

A nível cambial, o euro abriu hoje sem variações no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,2165 dólares, contra o atual máximo desde maio de 2018, de 1,2300 dólares, em 05 de janeiro.

O barril de petróleo Brent para entrega em abril abriu em alta no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, a cotar-se a 66,06 dólares, um máximo desde maio de 2019, contra 65,24 dólares na segunda-feira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de