bolsas

Bolsas europeias em alta à espera da OPEP

Fotografia: Sergei Karpukhin/ Reuters
Fotografia: Sergei Karpukhin/ Reuters

A nível cambial, o euro abriu hoje em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1109 dólares, contra 1,1105 dólares na quinta-feira.

As principais bolsas europeias estavam hoje em alta, à espera dos dados do emprego nos Estados Unidos e da reunião da OPEP (Organização de Países Exportadores de Petróleo) e dos produtores aliados.

Cerca das 08:50 em Lisboa, o EuroStoxx 600 avançava 0,17% para 403,33 pontos.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt subiam 0,37%, 0,38% e 0,09%, bem como as de Madrid e Milão que avançavam 0,15% e 0,20%, respetivamente.

Depois de ter aberto em alta, a bolsa de Lisboa invertia a tendência e cerca das 08:50 o principal índice, o PSI20, descia 0,02% para 5.127,70 pontos.

A bolsa de Nova Iorque terminou na quinta-feira com o Dow Jones a subir 0,10% para 27.677,79 pontos, contra o atual máximo de sempre desde que foi criado em 1896, de 28.164,00 pontos em 27 de novembro.

No mesmo sentido, o Nasdaq fechou a avançar 0,05% para 8.570,70 pontos, contra o máximo de 8.705,17 pontos também registado em 27 de novembro.

A nível cambial, o euro abriu hoje em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1109 dólares, contra 1,1105 dólares na quinta-feira.

O barril de petróleo Brent para entrega em fevereiro de 2020 abriu hoje em alta, a cotar-se a 63,43 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, contra 63,39 dólares na quinta-feira.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Sarah Costa/Global Imagens

Tomás Correia, Montepio e BNI Europa. O que está por detrás das buscas

A coordenadora da Frente Comum, Ana Avoila
(TIAGO PETINGA/LUSA)

Frente Comum diz que é “inaceitável” negociar salários depois do orçamento

O secretário-geral da CGTP-IN, Arménio Carlos. MÁRIO CRUZ/LUSA

CGTP apela ao PM para negociar salários no Estado antes do Orçamento

Bolsas europeias em alta à espera da OPEP