Mercados

Bolsas europeias em alta com assinatura de acordo entre Washington e Pequim

Bolsas europeias seguem em alta

As principais bolsas europeias estavam esta segunda-feira em alta, no início de semana que será marcada pela assinatura na quarta-feira da “fase um” do acordo comercial entre os Estados Unidos e a China.

Cerca das 09:00 em Lisboa, o EuroStoxx 600 subia 0,16% para 419,83 pontos.

As bolsas de Londres, Frankfurt e Paris subiam 0,57%, 0,27% e 0,30%, bem como a de Madrid e a de Milão, que avançavam 0,03% e 0,10%, respetivamente.

Depois de ter aberto em alta, a bolsa de Lisboa mantinha a tendência e cerca das 09:00 o principal índice, o PSI20, subia 0,12% para 5.264,22 pontos.

Além de apaziguada a tensão no Médio Oriente entre os Estados Unidos e o Irão e da assinatura na quarta-feira do acordo entre Washington e Pequim, os investidores aguardam hoje a evolução da produção industrial no Reino Unido.

A bolsa de Nova Iorque terminou na sexta-feira com o Dow Jones a cair 0,46% para 28.823,77 pontos, contra o atual máximo de sempre desde que foi criado em 1896, de 28.956,90 pontos registado em 9 de janeiro.

No mesmo sentido, o Nasdaq fechou a recuar 0,27% para 9.178,86 pontos, contra o atual máximo de sempre, de 9.203,43 pontos, também registado em 9 de janeiro.

A nível cambial, o euro abriu hoje em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1121 dólares, contra 1,1121 dólares na sexta-feira.

O barril de petróleo Brent para entrega em março de 2020 também abriu hoje em alta, a cotar-se a 65,13 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, contra 64,98 dólares na sexta-feira.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Centeno arranca ano com excedente de 1,3 mil milhões. Menos do que há um ano

Mariana Mortágua, deputada do BE. Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Parlamento aprova mexidas nas comissões bancárias

8. Computadores e tablets ficam desatualizados rapidamente e desvalorizam-se rapidamente

Mercado de computadores tomba 9% em 2020 com impacto do coronavírus

Bolsas europeias em alta com assinatura de acordo entre Washington e Pequim