Bolsas europeias em alta animadas com possíveis novos estímulos nos EUA

As principais bolsas europeias abriram em alta, animadas com as palavras do presidente da Reserva Federal dos Estados Unidos, Jerome Powell.

As principais bolsas europeias abriram esta terça-feira em alta, animadas com as palavras do presidente da Reserva Federal dos Estados Unidos, Jerome Powell, que apontam para a criação de novos estímulos para apoiar a economia norte-americana.

Cerca das 08:45 em Lisboa, o EuroStoxx 600 subia 0,58% para 358,50 pontos.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt avançavam 0,38%, 0,15% e 0,72%, assim como as de Madrid e Milão, que se valorizavam 0,16% e 0,36%, respetivamente.

Depois de ter aberto em alta, a bolsa de Lisboa mantinha a tendência e, cerca das 08:45, o principal índice, o PSI20, avançava 0,11% para 4.162,80 pontos.

Hoje os investidores vão estar atentos às previsões de outono do instituto alemão Ifo.

Na segunda-feira, a bolsa de Nova Iorque fechou em baixa, com o Dow Jones a recuar 1,84% para 27.147,70 pontos, contra 29.551,42 pontos em 12 de fevereiro, atual máximo desde que foi criado, em 1896.

No mesmo sentido, o Nasdaq fechou a cair 0,13%, para 10.778,80 pontos, contra o atual máximo de sempre, de 12.056,33 pontos, em 02 de setembro.

A nível cambial, o euro abriu hoje em baixa no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1739 dólares, contra 1,1741 dólares na segunda-feira e o máximo desde 15 de maio de 2018, de 1,1944 dólares, em 31 de agosto.

O barril de petróleo Brent para entrega em novembro abriu com tendência ascendente, a cotar-se a 41,55 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, contra 41,44 dólares na segunda-feira e o máximo desde março, de 48,29 dólares, em 25 de agosto.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de