Bolsas europeias em alta após travão da subida do petróleo e dos juros das dívidas soberanas

As principais bolsas europeias estavam hoje a negociar em alta, graças ao travão da escalada dos preços do petróleo e da subida dos juros das dívidas soberanas, perante receios de uma subida persistente da inflação.

Cerca das 08:45 em Lisboa, o EuroStoxx 600 avançava 0,91% para 455,44 pontos.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt subiam 0,97%, 1,18% e 1,15%, bem como as de Madrid e Milão, que se valorizavam 1,27% e 0,86%, respetivamente.

Depois de abrir em alta, alinhada com os mercados europeus, a bolsa de Lisboa mantinha a tendência, estando cerca das 08:45, o principal índice, o PSI20, a avançar 0,84% para 5.506,06 pontos.

A bolsa de Nova Iorque terminou em alta na quarta-feira, com o Dow Jones a subir 0,30% para 34.416,99 pontos, contra o atual máximo desde que foi criado em 1896, de 35.625,40 pontos, verificado em 16 de agosto.

No mesmo sentido, o Nasdaq fechou a valorizar-se 0,47% para 14.501,91 pontos, contra o atual máximo de 15.374,33 pontos registado em 07 de setembro.

A nível cambial, o euro abriu em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1570 dólares, contra o mínimo de 1,1543 dólares na quarta-feira e o atual máximo desde maio de 2018, de 1,2300 dólares, em 05 de janeiro.

O barril de petróleo Brent para entrega em dezembro abriu em baixa no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, a cotar-se a 80,70 dólares, contra 81,08 dólares na quarta-feira, depois de ter subido para 82,56 dólares em 1 de outubro, um máximo desde outubro de 2018.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de