Bolsas europeias mistas, com investidores a recearem aumento de contágios

As principais bolsas europeias abriram mistas, com os investidores a recearem o aumento dos contágios com covid-19.

Cerca das 8:45 desta sexta-feira em Lisboa, o EuroStoxx 600 desvalorizava-se 0,15%, para 384,60 pontos.

As bolsas de Londres e Frankfurt recuavam 0,61% e 0,11%, enquanto, em sentido contrário, as de Paris, Madrid e Milão subiam 0,15%, 0,24% e 0,08%, respetivamente.

Depois de ter aberto em baixa, a bolsa de Lisboa mantinha a tendência e, cerca das 08:45, o principal índice, o PSI20, descia 0,23% para 4.360,22 pontos.

A bolsa de Nova Iorque fechou na quinta em baixa, depois de o presidente da Reserva Federal (Fed) dos Estados Unidos, Jerome Powell, ter advertido que o "principal risco que há agora nos Estados Unidos é a maior propagação do novo coronavírus".

Hoje serão divulgados o inquérito preliminar da confiança do consumidor da Universidade de Michigan de novembro, a revisão da evolução do Produto Interno Bruto (PIB) do terceiro trimestre da zona euro e mais resultados empresariais.

Na quinta-feira, a bolsa de Nova Iorque fechou em baixa, com o Dow Jones a descer 1,08%, para 29.080,17 pontos depois de ter subido em 11 de novembro até ao atual máximo, de 29.420,92 pontos, desde que foi criado, em 1896.

No mesmo sentido, o Nasdaq terminou a desvalorizar-se 0,65% para 11.709,59 pontos, contra o atual máximo de sempre, de 12.056,33 pontos, em 02 de setembro.

A nível cambial, o euro abriu hoje em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1814 dólares, contra 1,1800 dólares na quinta-feira e o máximo desde 15 de maio de 2018, de 1,1944 dólares, em 31 de agosto.

O barril de petróleo Brent para entrega em janeiro abriu com tendência negativa, a cotar-se a 42,90 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, contra 43,53 dólares na quinta-feira e o máximo desde março, de 48,29 dólares, em 25 de agosto.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de