Bolsa

Bolsas europeias mistas preocupadas com subida do preço do petróleo

Foto: Reuters/Brendan McDermid
Foto: Reuters/Brendan McDermid

As principais bolsas europeias estavam hoje mistas, com os investidores, de novo, muito pendentes da evolução do preço do petróleo, depois da subida histórica na segunda-feira na sequência dos ataques contra refinarias sauditas no sábado.

Cerca das 08:55 em Lisboa, o EuroStoxx 600 recuava 0,01% para 389,48 pontos.

As bolsas de Londres e Paris subiam 0,21% e 0,15%, enquanto as de Paris, Madrid e Milão recuavam 0,08%, 0,03% e 0,01%, respetivamente.

Depois de ter aberto em baixa, a bolsa de Lisboa mantinha a tendência e, cerca das 08:55, o principal índice, o PSI20, recuava 0,26% para 5.058,41 pontos.

Neste contexto, o barril de petróleo Brent para entrega em novembro abriu hoje em baixa, a cotar-se a 68,43 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, mas depois de ter terminado a 69,02 dólares na segunda-feira e a 60,22 dólares na sexta-feira.

Os ataques contra refinarias sauditas no passado fim de semana, que forçaram à diminuição de 5% da produção mundial de petróleo, desencadearam na segunda-feira a maior subida do preço do petróleo numa única sessão desde a guerra do Golfo.

Na sessão de segunda-feira, o preço do Brent chegou a subir quase 20%, para 71,95 dólares, apesar de posteriormente se ter moderado e ter terminado a 69,02 dólares, a registar um acréscimo de 14,6% face à sessão anterior.

Analistas citados pela Efe avaliam o impacto que pode ter a subida do preço do petróleo na evolução económica fazendo com que ganhe relevância a publicação hoje alguns indicadores macroeconómicos como o índice de confiança da Alemanha ou a produção industrial nos Estados Unidos.

Contudo, a atenção dos mercados está a centrar-se nos próximos passos da Reserva Federal dos Estados Unidos (Fed, em inglês), que na próxima quarta-feira realiza a sua reunião de política monetária.

Os mercados esperam uma nova descida das taxas de juro nos Estados Unidos.

Na quinta-feira, a bolsa de Wall Street terminou em baixa, com o Dow Jones a descer 0,52% para 27.076,82 pontos, contra o atual máximo desde que foi criado em 1896, de 27.359,16 pontos, registado em 15 de julho.

No mesmo sentido, o Nasdaq fechou a descer 0,28% para 8.153,54 pontos, contra o atual máximo, de 8.330,21 pontos, registado em 26 de julho.

A nível cambial, o euro abriu hoje em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1009 dólares, contra 1,1003 dólares na segunda-feira.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro ministro, António Costa, fala aos jornalistas durante a conferência de imprensa realizada no final da reunião do Conselho de Ministros, no Palácio da Ajuda, em Lisboa, 04 de junho de 2020. MANUEL DE ALMEIDA / POOL/LUSA

Governo vê economia a crescer 4,3% em 2021 e desemprego nos 8,7%

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, durante a conferência de imprensa após a reunião extraordinária da Comissão Permanente de Concertação Social por video-chamada, no Ministério da Economia, em Lisboa, 16 de março de 2020. RODRIGO ANTUNES/LUSA

Segunda fase do lay-off custa mais de 700 milhões de euros

Jorge Rocha de Matos, presidente da Fundação AIP. Foto: direitos reservados

Rocha de Matos: IVA devia ser de 6% em todos os eventos para ajudar o turismo

Bolsas europeias mistas preocupadas com subida do preço do petróleo