Euronext

CEO da Bolsa: Para quando um PSI 20

Euronext Lisboa. Fotografia: Global Imagens
Euronext Lisboa. Fotografia: Global Imagens

Atualmente, o PSI 20, o principal índice da bolsa nacional e que serve de farol aos investidores, só tem 18 empresas.

A pergunta à nova presidente da Bolsa portuguesa é inevitável: Para quando um PSI 20? O índice de referência do mercado nacional não tem as 20 empresas que deveria, mas 18, porque não existe um número suficiente de empresas admitidas à cotação que cumpram os requisitos necessários.

Segundo Maria João Carioca, a sua preocupação não é o nome, mas sim se o índice serve os objetivos da sua existência e que são conferir maior visibilidade e liquidez às empresas que o compõem e guiar os agentes de mercado na Euronext Lisbon.

“Não é fácil tirá-las [as empresas] de lá, porque lhes dá mais visibilidade, mas ao mesmo tempo se um índice tem muitos ativos difíceis de explicar aos investidores também não faz sentido”, frisou Maria João Carioca.

O assunto PSI 20, que poderá passar pela mudança de nome, pela revisão de critérios de integração, ou outras medidas, está em cima da mesa, mas não é uma prioridade para a nova CEO da Euronext Lisbon, tanto mais que “a instabilidade brutal nos mercados não facilita decisões de fundo”.

Na opinião de Maria João Carioca, “o assunto deve ser pensado, não é para se alongar no tempo, mas não é nada que tenha no curto prazo, tanto mais que existem imensas incertezas a nível externo”.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Foto: Leonel de Castro/Global Imagens

Famílias com 12 meses para pagarem rendas do estado de emergência

Antonoaldo Neves, presidente executivo da TAP. Fotografia: Adelino Meireles/Global Imagens

TAP também vai avançar com pedido de layoff

EPA/MIGUEL FIGUEIREDO LOPES

Mais de 90% querem ver estado de emergência prolongado

CEO da Bolsa: Para quando um PSI 20