Bolsa

CMVM aplica coimas de 55 mil euros no segundo trimestre

Fotografia: José Pedro Monteiro
Fotografia: José Pedro Monteiro

Regulador instaurou três processos de contra-ordenação muito graves, dois dos quais por violação de deveres de negociação e de informação ao mercado.

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) aplicou coimas de 55 mil euros em tês processos de contraordenação muito graves no segundo trimestre deste ano.

De acordo com a informação divulgada pelo regulador da bolsa, um dos processos instaurados foi por “violação de deveres de negociação em mercado”, outro “por violação dos deveres de informação ao mercado” e outro “por violação de deveres de intermediação financeira”.

Foram ainda instaurados dois processos de contraordenação referentes “à violação dos deveres de negociação em mercado” e foi arquivado outro.

“No segundo trimestre, foram decididos três processos em tribunal, dois relativos à violação de deveres de negociação em mercado e um referente à violação de deveres de intermediação financeira”, refere ainda a nota da CMVM, salientando que no final de junho encontravam-se seis processos pendentes de decisão nos tribunais.

O regulador da bolsa revelou ainda que, no final de junho, estavam em curso “103 processos de contraordenação”, dos quais 30 são referentes a violações de deveres de intermediação financeira, 27 a violações de deveres de informação, 21 à atividade dos organismos de investimento coletivo, 18 por violação de deveres de negociação em mercado e sete referentes à atuação dos auditores.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Mário Vaz, CEO da Vodafone Portugal  Fotografia: Orlando Almeida / Global Imagens

Mário Vaz. “Havendo frequências, em julho teríamos cidades 5G”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (C), durante a cerimónia militar do Instituto Pupilos do Exército (IPE), inserido nas comemorações do 108.º aniversário da instituição, em Lisboa, 23 de maio de 2019.  ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Marcelo: “Quem não for votar, depois não venha dizer que se arrepende”

Certificados

Famílias investiram uma média de 3,3 milhões por dia em certificados este ano

Outros conteúdos GMG
CMVM aplica coimas de 55 mil euros no segundo trimestre