Dados sobre vacina da Moderna animam Wall Street e bolsas europeias

A bolsa de Nova Iorque iniciou a sessão em alta, animada pelos avanços anunciados pela farmacêutica Moderna no desenvolvimento de uma vacina eficaz contra a covid-19.

Às 14:46 (hora de Lisboa), o índice Dow Jones subia 1,17% para 29.825,52 pontos e o Nasdaq somava 0,52% para 11.890,42 pontos.

O índice alargado S&P 500 ganhava 0,68% e estava em 3.608,14 pontos.

A farmacêutica Moderna anunciou hoje que dados preliminares indicam que a sua vacina contra a covid-19 tem uma eficácia de 94,5%.

A empresa norte-americana conta fabricar 20 milhões de doses até ao final de dezembro.

Estes dados foram divulgados uma semana após a farmacêutica Pfizer ter anunciado que a vacina que está a desenvolver com a empresa alemã BioNTech mostrou, numa fase avançada dos testes, uma eficácia de 90% contra a covid-19.

As ações da Moderna, que integram o índice Nasdaq, registavam, 10 minutos após a abertura, uma subida de 10,81% para 99,05 dólares.

O preço do barril de petróleo do Texas também começou a negociar em alta no mercado nova-iorquino, com uma subida de 4,51% para 41,94 dólares.

À mesma hora, as bolsas europeias seguiam igualmente em alta, com Madrid a subir 3,04%, Paris 2,03% e Londres 1,82%. Na bolsa de Lisboa, o índice PSI20 avançava 1,32%.

Na sexta-feira, Wall Street encerrou em terreno positivo, com uma valorização de 1,37% no Dow Jones e de 1,02% no Nasdaq. O índice alargado S&P 500 terminou com uma subida de 1,36% fixando um novo recorde ao atingir 3.585,15 pontos.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de