Energia

EDP afunda 4% com suspeitas de corrupção

EDP

PGR abriu investigação por suspeitas de corrupção à EDP e à REN. Investidores castigam empresas

A EDP segue esta manhã a cair mais de 4% depois de, na sexta-feira, a Procuradoria-Geral da República ter confirmado que abriu um processo de investigação por suspeitas de corrupção à elétrica e à REN.

O presidente da empresa, António Mexia, Manso Neto, presidente da EDP Renováveis, e ainda dois responsáveis da REN foram constituídos arguidos.

Os investidores estão a castigar as ações da empresa, que perdem 4,05%. Também a REN segue em queda, perdendo 1,54%. As duas empresas estão a levar o PSI 20 para perdas, embora também a EDP Renováveis registe uma desvalorização ligeira, não chegado a perdas de 0,70% a esta hora. O índice nacional desvaloriza 0,78% a esta hora.

As perdas do PSI 20 seguem em linha com a desvalorização das principais praças europeias, com o CAC40 a cair 0,42%, o Footsie a deslizar ligeiramente, apenas 0,09% e o espanhol IBEX a perder 0,46%. Em Espanha, o destaque vai para a desvalorização de mais de 14% do Banco Popular.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ilustração: Vítor Higgs

Indústria têxtil em força na principal feira de Saúde na Alemanha

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Nova dívida da pandemia custa metade da média em 2019

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

EDP afunda 4% com suspeitas de corrupção