EUA: Senadora Elizabeth Warren exige regulação do mercado das moedas digitais

A senadora democrata Elizabeth Warren escreveu à entidade reguladora do mercado de capitais dos EUA (SEC, na sigla em Inglês) a solicitar regulação do mercado das moedas digitais, alertando para o aumento das fraudes neste mercado.

"Os riscos para os investidores que resultam deste mercado sub-regulado são reais e continuam a proliferar, perante a ausência de regulações efetivas da SEC", escreveu a senadora eleita pelo Estado do Massachusetts, conforme o documento que disponibilizou no seu sítio na internet.

No seu texto, dirigida na quarta-feira ao presidente da SEC, Gary Gensler, Warren, que integra a comissão senatorial da Banca, perguntou se aquela entidade reguladora "tem a autoridade necessária para fechar os hiatos existentes na legislação, que deixam os investidores e os consumidores vulneráveis a perigos neste mercado altamente volátil".

Warren apontou que as queixas têm aumentado à medida que se intensificam as transações destas moedas. Entre outubro de 2020 e março de 2021, exemplificou, cerca de sete mil pessoas queixaram-se de ter sido vítimas de fraudes nestas transações, com perdas totais de 80 milhões de dólares.

Em relação ao período homólogo, estes números representam uma multiplicação por 12 do número de casos relatados e uma subida de mil por cento em perdas.

Esta carta de Warren é a mais recente manifestação de vontade de congressistas em regular o mercado das transações de moedas digitais.

Mais radical está a ser a política das autoridades chinesas em relação às designadas cripto moedas, cujo comércio simplesmente proibiam.

O banco central chinês apelou inclusive a que não se disponibilizem "locais, exposição comercial, publicidade (...) e outros serviços às atividades comerciais ligadas às cripto moedas".

E aos estabelecimentos financeiros e de pagamento foi ordenado mesmo o não fornecimento de serviços ligados às moedas digitais aos seus clientes.

A cotação das moedas digitais tem flutuado fortemente nas últimas semanas sob o efeito do endurecimento de tom de Pequim em relação a estes ativos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de