Bolsa

Euronext promove a bolsa nos Açores

Euronext Lisboa. Fotografia: Global Imagens
Euronext Lisboa. Fotografia: Global Imagens

A Euronext inicia esta terça-feira uma conferência para promoção da bolsa em Ponta Delgada, nos Açores, em conjunto com parceiros.

A Euronext inicia esta terça-feira uma conferência para promover a bolsa em Ponta Delgada, nos Açores, em conjunto com parceiros, no âmbito da sua estratégia de divulgação do mercado de capitais e captação de novos emitentes.

A conferência ‘Financiamento empresarial: que alternativas?’, apoiada pela Câmara de Comércio e Indústria de Ponta Delgada, decorre até amanhã “com empresas da região autónoma dos Açores, com o objetivo de divulgar diferentes formas de financiamento para o crescimento empresarial”. O evento conta com 60 presenças confirmadas, segundo a Euronext.

O encontro, organizado em parceria com a Carmo & Cerqueira, a PRA-Raposo, Sá Miranda & Associados e com a IFD–Instituição Financeira de Desenvolvimento, aborda temas como razões para cotar em bolsa – capital ou dívida-, quais os requisitos necessários e detalhes sobre o processo de admissão.

A bolsa portuguesa tem vivido um período de perda de emitentes nos últimos anos. Casos como a resolução do BES e o colapso da PT, a crise financeira e de dívida e operações de fusão e aquisição contribuíram para emagrecer o mercado português. O principal índice acionista português, o PSI20, está reduzido a 18 empresas.

A gestora da bolsa tem realizado ações para tentar captar novas empresas para se financiarem com recurso ao mercado de capitais, nomeadamente o programa TechShare, que dá formação a gestores de companhias tecnológicas sobre como fazer uma oferta pública inicial, por exemplo. Este programa, que vai na sua terceira edição, conta com seis empresas portuguesas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Turistas passeiam na baixa de Quarteira dia 19 de março de 2020. (LUÍS FORRA/LUSA)

Desemprego no Algarve triplica em maio por quebras no turismo

(MANUEL DE ALMEIDA/LUSA)

OE Suplementar: Oposição levou 263 propostas a votação, passaram 35

O primeiro-ministro, António Costa (E), conversa com o ministro de Estado e das Finanças, João Leão (D), durante o debate e votação da proposta do orçamento suplementar para 2020, na Assembleia da República, em Lisboa, 17 de junho de 2020. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

O Orçamento Suplementar em 5 minutos

Euronext promove a bolsa nos Açores