Bolsa

Farfetch brilhou na estreia em Nova Iorque

A tecnológica liderada por José Neves continua a apostar em Portugal e abriu um novo escritório em Portugal, desta vez em Braga. REUTERS/Toby Melville
A tecnológica liderada por José Neves continua a apostar em Portugal e abriu um novo escritório em Portugal, desta vez em Braga. REUTERS/Toby Melville

A empresa luso-britânica, fundada por José Neves, registou uma forte valorização na primeira sessão cotada em bolsa em Wall Street.

As ações da Farfetch, empresa luso-britânica que tem uma plataforma de venda de produtos de moda de luxo, fechou a sessão de estreia em bolsa a valer 28,35 dólares, uma valorização de 41,75% face aos 20 dólares a que foram vendidas na oferta pública inicial (IPO). A empresa tem agora um valor de mercado de 8,24 mil milhões de dólares.

Nesta primeira sessão na Bolsa de Nova Iorque os títulos chegaram a disparar 44,70% para os 28,90 dólares, um valor bastante acima do registado ns oferta pública inicial (IPO em inglês). No arranque do dia, as acções estavam a 27 dólares e, depois, foi sempre a subir, tendo atingindo os 53% de valorização.

A empresa fundada e liderada pelo português José Neves vendeu na oferta pública inicial (IPO na sigla anglo-saxónica) ações acima do intervalo previsto (vendeu a 20 dólares cada) e arrecadou 885 milhões de dólares – mais de 754 milhões de euros no câmbio atual.

A participação de 14,8% do empresário de Guimarães está agora avaliada em 1,21 mil milhões de dólares ou 1,03 mil milhões de euros.

No final do ano passado, a Farfetch tinha 935.772 clientes ativos, mais 44% que a 31 de dezembro de 2016, indicou a empresa nos documentos que entregou para entrar em bolsa. No ano passado, a empresa registou perdas na ordem dos 50 milhões de euros, apesar de ter gerado receitas de 329 milhões de euros. Os bancos Goldman Sachs, JPMorgan Chase, UBS e Allen lideraram o processo de oferta.

A Farfetch nasceu há dez anos, numa altura em que o mundo financeiro atravessava uma forte turbulência. A empresa nasceu pouco antes da falência do Lehman Brothers, um dos grandes bancos de investimento naquela época. Pouco depois, a crise financeira atinge economia mundial. José Neves teve, por isso, de assegurar sozinho o financiamento inicial desta empresa.

Em 2015, a Farfetch levanta uma ronda de 86 milhões de dólares -73 milhões de euros no câmbio atual- e fica avaliada em mil milhões de dólares, ou seja angaria o estatuto de unicórnio. No ano seguinte, a empresa liderada por José Neves captou uma nova ronda, desta vez de 95 milhões de euros. Nova ronda chegou em junho de 2017, quando os chineses da JD.com, segunda maior empresa de comércio eletrónico da China, compraram uma participação na Farfetch no valor de 397 milhões de dólares, 337 milhões de euros no câmbio atual.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Carlos Costa, Governador do Banco de Portugal

BES: Processos contra Banco de Portugal caem para metade

O primeiro-ministro, António Costa, gesticula durante o debate quinzenal na Assembleia da República, em Lisboa, 19 de março de 2019. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

António Costa: “Portugal vai continuar a crescer acima da média europeia”

Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/ LUSA

Rendas na energia: João Matos Fernandes encontrou “ambiente crispado”

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Farfetch brilhou na estreia em Nova Iorque