taxas de juro

FED volta a subir taxas de juro

Janet Yellen, presidente da Fed. Fotografia: D.R.
Janet Yellen, presidente da Fed. Fotografia: D.R.

A Reserva Federal norte-americana não surpreendeu o mercado. É a terceira subida este ano

A Reserva Federal norte-americana (FED) decidiu voltar a subir as taxas de juro, em 25 pontos base, naquilo que é a segunda subida em três meses e a terceira desde dezembro.

A entidade liderada por Janet Yellen subiu em 25 pontos base a taxa dos fundos para entre 1% e 1,25%, num movimento que já era esperado pelo mercado, devido aos sinais de recuperação da economia norte-americana e apesar da fraca inflação.

A FED subiu a taxa de juro em dezembro de 2015 pela primeira vez em 10 anos mas o abrandamento da economia global e do crescimento da China levou a que a entidade estivesse um ano sem voltar a mexer nas taxas. Uma nova subida só se verificou em dezembro de 2016.

O comité da FED explicou que a economia está a expandir-se moderadamente, que o mercado de trabalho continua a fortalecer e que o recente abrandamento da inflação é visto como transitório.

Ainda assim, os olhos dos governadores estão postos na inflação, que deverá ser de 1,7% no final do ano, abaixo dos 1,9% esperados. Espera-se um crescimento económico de 2,2% em 2017, uma melhoria face às previsões de março.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Carlos Costa, Governador do Banco de Portugal

BES: Processos contra Banco de Portugal caem para metade

O primeiro-ministro, António Costa, gesticula durante o debate quinzenal na Assembleia da República, em Lisboa, 19 de março de 2019. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

António Costa: “Portugal vai continuar a crescer acima da média europeia”

( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

Federação de Futebol põe fim a contestado memorando com RTP

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
FED volta a subir taxas de juro