Mercados

Fundador da Amazon perde 2 mil milhões graças a Trump e Kim Jong

Jeff Bezos, fundador e CEO da Amazon. Fotografia: REUTERS/Joshua Roberts
Jeff Bezos, fundador e CEO da Amazon. Fotografia: REUTERS/Joshua Roberts

Fundador da Amazon perdeu o segundo lugar entre os mais ricos do mundo para Amâncio Ortega, da Zara, devido às tensões com a Coreia do Norte.

O abalo desta quinta-feira nas bolsas mundiais devido à escalada de tensões entre Donald Trump e Kim Jong-Un, presidentes dos EUA e da Coreia do Norte, respetivamente, fez desaparecer dois mil milhões de dólares (cerca de 1,7 mil milhões de euros) da fortuna de Jeff Bezos.

O fundador da Amazon perdeu, assim, o lugar de segundo mais rico do Mundo, a seguir a Bill Gates, de acordo com as contas do Bloomberg Billionaires Index. A fortuna de Jeff Bezzos está, agora, avaliada em 82,2 mil milhões de dólares (quase 70 mil milhões de euros), ao passo que a do espanhol fundador da Zara é de 82,8 mil milhões de dólares (cerca de 70,4 mil milhões de dólares). O mais rico, Bill Gates, está avaliado em 90 mil milhões de dólares (76,5 mil milhões de euros).

Nos últimos dias, enquanto a fortuna de Bezzos encolhia 2 mil milhões de dólares em bolsa, as de Bill Gates e de Amâncio Ortega também perderam, respetivamente, 848 milhões e 833 milhões de dólares (cerca de 721 milhões e 708 milhões de euros, respetivamente).

Os bilionários de setores tecnológicos foram os mais afetados pela disputa verbal entre o presidente norte-americano e o presidente da Coreia do Norte, representando sete das 10 maiores descidas mundiais em bolsa.

Num só dia, esta quinta-feira, as ações de Jeff Bezzos foram as mais afetadas, tendo perdido 2,6%. Seguiram-se as de William Ding (Netease), que desvalorizaram 1,8 mil milhões de dólares, para 16,8 mil milhões de dólares; e as de Mark Zuckerberg, que perderam 1,6 mil milhões em valor, para 71,2 mil milhões de dólares.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
José Vieira da Silva, ministro do Trabalho. Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

Salários da contratação coletiva sobem 2,6%, maior valor em 8 anos

expo

Expo é a zona do país com mais empresas por metro quadrado

Autoeuropa dá emprego a 5700 pessoas dentro da fábrica. Fotografia: Nuno Pinto Fernandes/ Global Imagens

Autoeuropa. Direção e operários sem acordo para pagar domingos

Outros conteúdos GMG
Fundador da Amazon perde 2 mil milhões graças a Trump e Kim Jong