fusão

Fusão em risco entre Bolsas de Londres e Frankfurt

Imagem do London Stock Exchange. Fotografia:  REUTERS/Toby Melville
Imagem do London Stock Exchange. Fotografia: REUTERS/Toby Melville

Exigência da Comissão Europeia poderá por em causa fusão entre bolsas

Está em risco a fusão entre as Bolsas de Londres e Frankfurt. Em causa está uma exigência da Comissão Europeia à gestora do mercado de ações britânico (LSEG) relacionada com a venda da MTS, plataforma eletrónica de compra e venda de títulos de dívida em Itália, indica um comunicado publicado na noite de domingo.

Na sequência deste comunicado, as duas gestoras estão a começar a semana em sentido negativo. As ações da LSEG estão a recuar 3,04% em Londres, a mesma percentagem do que os títulos da Deutsche Boerse em Frankfurt.

Bruxelas terá pedido à LSEG para apresentar esta segunda-feira um plano para a venda de posição de 60% na MTS. Só que a gestora britânica entende que esta operação “poderia colocar em risco as relações importantes com os reguladores italianos e os negócios que o grupo tem com o país”. Ao não aceitar este ‘remédio’, a LSEG diz que “é improvável que a Comissão Europeia autorize a fusão”, refere a gestora em comunicado citado pelo jornal Expansión.

A LSEG e a gestora da bolsa de Frankfurt (Deutsche Boerse) apenas estão dispostas a vender a plataforma francesa de operações LCH, que poderá passar para a Euronext, entidade que gere a Bolsa de Lisboa.

A fusão entre as Bolsas de Londres e Frankfurt foi anunciada em março de 2016. A concretizar-se, poderá criar o maior grupo de infraestruturas de mercados.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Foto: REUTERS/Rafael Marchante

Portugal entre os países europeus que ficaram mais desiguais

Foto: REUTERS/Rafael Marchante

Portugal entre os países europeus que ficaram mais desiguais

Angel Gurria, secretário-geral da OCDE. Fotografia: EPA/Mario Guzmán

OCDE mais pessimista. Sinais vermelhos para a economia

Outros conteúdos GMG
Fusão em risco entre Bolsas de Londres e Frankfurt