Bolsa

As dez ações do PSI20 que ganharam mais de 20% em 2017

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

O ano de 2017 foi positivo para a bolsa portuguesa. A Mota-Engil foi o grande destaque do ano, mais do que duplicando de valor.

Foi um ano em cheio para a maior parte das empresas do PSI 20. O índice fechou 2017 com uma valorização de 15,15%, uma das mais robustas da Europa. Foi o melhor ano desde 2013. E das 18 cotadas do índice de referência da bolsa portuguesa, dez subiram mais de 20% em 2017. E apenas quatro ações deram prejuízos aos investidores no decurso do ano.

O grande destaque do ano foi a Mota-Engil. A empresa teve um ano em cheio no que diz respeito a contratos ganhos. Venceu concursos para projetos em países como Angola, Moçambique, Costa do Marfim ou Polónia. Os títulos mais do que duplicaram de valor, subindo de 1,61 para 3,663 euros, um ganho de quase 128%. Foi a única cotada do PSI 20 a duplicar de valor. Fora do índice de referência houve outras empresas que conseguiram esse feito, casos da SDC Investimentos, Sonae Indústria e F. Ramada.

Já na principal montra da bolsa nacional, a segunda ação que mais subiu, o BCP, valorizou 47,46%. Mas até teve um início de ano atribulado, com as ações a afundarem com o anúncio de um aumento de capital de 1,33 mil milhões de euros. No entanto, após concretizar com sucesso essa operação, os títulos começaram a recuperar, apoiados também pelo regresso do banco aos lucros e pela redução de ativos problemáticos.

O setor do papel também teve um ano positivo. Tanto a Navigator como a Altri e a Semapa tiveram subidas acima de 30% em 2017. Sonae, Novabase, Ibersol Corticeira Amorim e Pharol também tiveram valorizações significativas, com subidas acima de 20% durante o ano. No entanto, a Pharol tem vindo a apresentar desde outubro uma tendência de queda a pique, dado o risco de diluição que tem no capital da Oi.

Do lado das descidas, a maior queda do ano pertenceu aos CTT. Os títulos perderam mais de 45%. A EDP, a REN e a Nos tiveram descidas ligeiras.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ana Catarina Mendes, líder parlamentar do PS. Fotografia:  Pedro Rocha / Global Imagens

PS quer acabar com vistos gold em Lisboa e no Porto

O ministro das Finanças, Mario Centeno. Fotografia ANDRÉ KOSTERS/LUSA

Finanças. Défice foi de 599 milhões de euros em 2019

João Paulo Correia, deputado do PS. MÁRIO CRUZ/LUSA

PS avança com aumento extra das pensões mas a partir de agosto

As dez ações do PSI20 que ganharam mais de 20% em 2017