Bolsa

As dez ações portuguesas preferidas pelo maior fundo soberano do mundo

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

A Noruega tem o maior fundo soberano do mundo e aumentou a exposição à bolsa portuguesa para máximos.

É um dos maiores investidores do mundo. Tem mais de um bilião de dólares sob gestão. E reforçou a aposta na bolsa portuguesa. O fundo soberano da Noruega terminou 2017 com posições de 1,17 mil milhões de dólares (cerca de 955 milhões de euros) na bolsa portuguesa, segundo dados divulgados esta terça-feira. É o valor mais elevado de sempre, medindo em coroas norueguesa, a moeda do fundo.

A maior posição na bolsa nacional é nas ações da EDP, onde tinha 2,68% do capital. A participação do fundo soberano no capital da elétrica estava avaliada em 337 milhões de dólares (275 milhões de euros), no final de 2017. No entanto, o veículo de investimento tem a empresa na lista de empresas sob observação devido ao elevado recurso ao carvão. Esse processo pode resultar na exclusão da EDP dos investimentos do fundo, caso a utilização de carvão por parte da elétrica continue a ser elevado.

O fundo soberano da Noruega tem ainda investimentos avultados na Galp, Jerónimo Martins, Nos e BCP. Tem ainda posições acima de 3% do capital nos CTT e na Pharol.

Além da posição na bolsa, o fundo aumentou também o investimento em títulos de dívida. Fechou 2017 com obrigações de entidades portuguesas avaliadas em 633 milhões de dólares. É obrigacionista de bancos como a BCP, Santander Totta, Montepio e Caixa Geral de Depósitos. Tem ainda 462 milhões de dólares em títulos de dívida do Estado e aplicações na CP e na Infraestruturas de Portugal.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
lisboa

Balcão dos despejos recebeu 294 pedidos por mês. São menos 44 do que em 2017

www.dinheirovivo.ptcombustiveis-7-1-1bb026ceb7a816266a2de2967749df8fd8ec068c-34e8f5d94c782fb8aeedef4aac66cd8f0db5ac96

Combustíveis descem há seis semanas, mas estão mais caros do que em janeiro

Tomás Correia, preside a Associação Mutualista Montepio, dona do Caixa Económica

Montepio: Líder da mutualista diz que processos não impedem nova liderança

Outros conteúdos GMG
As dez ações portuguesas preferidas pelo maior fundo soberano do mundo