Mercados

Jerónimo Martins sobe 4,5% e puxa pela bolsa portuguesa

REUTERS/Simon Dawson
REUTERS/Simon Dawson

A bolsa de Lisboa segue em alta, em linha com a Europa, com a Jerónimo Martins a puxar pelos ganhos ao subir mais de 4,5%.

A dona da cadeia de supermercados Pingo Doce anunciou na segunda-feira após o fecho do mercado que aumentou as vendas líquidas em 6,5% para 17,3 mil milhões de euros em 2018, apesar dos menos 21 dias de vendas na Polónia.

Das principais insígnias, a polaca Biedronka cresceu 5,6% para 11.691 milhões de euros e o português Pingo Doce aumentou em 4,6% em 2018 face a 2017, para 3.835 milhões de euros.

Pelas 08:50, a bolsa de Lisboa seguia com o principal índice, o PSI20, a subir 0,72% para 4.986,33 euros.

Dos 18 títulos que compõem o índice, 13 seguiam em alta, três inalterados e dois em alta.

A liderar os ganhos seguia a Jerónimo Martins, com as ações a dispararem 4,54% para 11,28 euros, seguidas da Mota Engil, que avançavam 2,53% para 1,79 euros.

A Galp e o BCP seguiam igualmente em alta de 0,76% e 0,66% para 14,66 euros e 0,24 euros, respetivamente.

Em terreno negativo seguiam apenas a EDP Renováveis e EDP com descidas de 0,13% e 0,06% para 7,92 euros e 3,08 euros, respetivamente.

Lisboa seguia a negociar entre uma restante Europa que negociava também em alta, à espera da votação crucial do acordo do ‘Brexit’ entre a primeira-ministra britânica, Theresa May, e Bruxelas, que ocorre hoje no Parlamento britânico.

Os mercados também vão estar atentos ao início da apresentação de resultados empresariais, que começou na segunda-feira nos Estados Unidos, e à votação.

Em Nova Iorque, a bolsa de Wall Street terminou na segunda-feira em baixa, com o Dow Jones a cair 0,36% para 23.909,84 pontos, depois de ter atingido em 03 de outubro 26.828,39 pontos, atual máximo desde que foi criado em 1896.

No mesmo sentido, o Nasdaq fechou a recuar 0,94% para 6.905,92 pontos, depois de ter avançado até aos 8.109,69 pontos em 29 de agosto, atual máximo de sempre.

A nível cambial, o euro abriu em alta no mercado de divisas de Frankfurt, a cotar-se a 1,1476 dólares, contra 1,1466 dólares na segunda-feira.

O barril de petróleo Brent para entrega em março abriu hoje em alta, a cotar-se a 59,83 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, mais 1,3% que na sessão anterior e depois de ter estado acima dos 85 dólares no início de outubro.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Artur Machado / Global Imagens)

Dinheiro Vivo mantém-se líder digital dos económicos

(Artur Machado / Global Imagens)

Dinheiro Vivo mantém-se líder digital dos económicos

O ex-governador do Banco de Portugal (BdP), Vítor Constâncio, na II Comissão Parlamentar de Inquérito à Recapitalização da Caixa Geral de Depósitos e à Gestão do Banco, na Assembleia da República. TIAGO PETINGA/LUSA

BCP, Berardo e calúnias. As explicações de Constâncio no inquérito à CGD

Outros conteúdos GMG
Jerónimo Martins sobe 4,5% e puxa pela bolsa portuguesa