OPA EDP

Moody’s diz que OPA à EDP é “potencialmente positiva”

Moody's
Fotografia: direitos reservados

A agência de notação financeira sublinha que a empresa estatal chinesa tem um perfil de crédito mais forte que o da elétrica portuguesa.

Os analistas da Moody’s consideram que se a Oferta Pública de Aquisição (OPA) da China Three Gorges (CTG) for bem-sucedida, isso poderá ser positiva do ponto de vista da qualidade de crédito da elétrica portuguesa.

“A oferta da CTG pode ser positiva para o perfil de crédito da EDP”, dizem os analistas da Moody’s. E apontam os motivos para essa análise. Consideram que existirão “sinergias operacionais e financeiras de ser parte de um grande grupo e diversificado de energias renováveis”.

A Moody’s salienta também o rating de A1 (seis níveis acima de lixo) da empresa chinesa. Essa nota é superior à da EDP (apenas um nível acima da categoria vista como lixo). E jogaria a favor da qualidade de crédito da empresa portuguesa, caso passasse a ser controlada pela China Three Gorges.

A Moody’s defende que “tendo em conta a qualidade de crédito da CTG, o histórico que tem como acionista da EDP e as declarações sobre a operação”, a OPA não será negativa para o perfil de crédito da empresa portuguesa.

Numa outra nota, que incide sobre o impacto na CTG, a Moody’s diz que no imediato a operação não terá repercussões no rating da empresa estatal chinesa. Os analistas da agência esperam que “a entrega do projeto de prospeto à EDP e à CMVM, até ao final de maio”.

Atualizada às 15:46 com mais informação

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lisboa, 19/10/2018 - Pedro Marques, ministro do Planeamento e das Infraestruturas, fotografado nos estúdios da TSF antes da entrevista “A Vida do Dinheiro” do DV/TSF
( Gustavo Bom / Global Imagens )

Pedro Marques. “Investimento vai crescer 34% só no meu ministério”

venda-carros-novos-consumidor-2017-apresenta-leve-queda-album-886d083d8a98b46c22c0d6c819efd2597e8ce6fb

ASFAC: Crédito ao consumo mais caro vai afetar consumidores

Mário Centeno, ministro das Finanças. (Fotografia: Pedro Rocha / Global Imagens)

Ajustamento de Centeno será o terceiro maior do euro

Outros conteúdos GMG
Moody’s diz que OPA à EDP é “potencialmente positiva”