Nestlé e Danone ganham com expectativa de mais bebés na China

O fim da política de restrição de nascimentos na China já se faz notar nas ações das grandes empresas de nutrição infantil.

Danone e Nestlé estão a subir nas respetivas praças onde negoceiam. A explicação está na perspectiva de um forte boom nas vendas dos produtos de alimentação para bebés perante a autorização do governo comunista chinês para mais de um filho por agregado.

A Danone já subiu 3% em Paris, mais 1,92 euros, para um total de 65.16 euros por ação. Já a Nestlé está a subir 0,7% para os 76.25 francos suíços, na bolsa de Zurique. O mercado norte-americano ainda não abriu, tendo a Johnson Nutrition, também entre as três marcas preferidas dos chineses,  fechado ontem nos 79,77 dólares por ação.

O mercado da alimentação para bebés na China está avaliado em 17 mil milhões de euros, cerca de um terço do valor deste mercado em todo o mundo.

O plano para abolir a política do filho único foi conhecido esta terça-feira e responde a um apelo de vários especialistas em demografia sobre a renovação de gerações no país.

 

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de