Resultados

Netflix captou clientes, subiu preços e dispara em bolsa

FILE PHOTO: The Netflix logo is pictured on a television in this illustration photograph taken in Encinitas California

A Netflix teve um lucro de 290 milhões de dólares nos primeiros três meses do ano. Ações ganham 60% este ano.

O guião da Netflix para os resultados trimestrais teve um final que agradou aos investidores. A empresa de streaming lucrou 290 milhões de dólares nos primeiro três meses do ano, uma subida de mais de 60% face ao mesmo período de 2017. As receitas subiram mais de mil milhões de dólares no mesmo período, para 3,6 mil milhões.

A ajudar os resultados esteve o facto de a empresa continuar a angariar clientes apesar de estar a aumentar os preços em mercados importantes como os EUA. O número de subscritores subiu para 125 milhões, um aumento de 7,4 milhões. Isto apesar do ajuste de preços da Netflix nos últimos meses, a que Portugal não escapou.

Na carta aos acionistas, a administração da empresa diz que após estes resultados “o nosso trabalho é gastar este dinheiro de forma sensata para aumentar a satisfação dos nossos membros”. Os investidores gostaram do enredo das contas. As ações sobem mais de 7% esta terça-feira na bolsa de Nova Iorque para 330,3 dólares.

A empresa está avaliada pelo mercado em mais de 140 mil milhões de dólares. Só desde o início do ano, a Netflix valoriza mais de 60%.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (E), conversa com o ministro de Estado e das Finanças, João Leão (D), durante o debate e votação da proposta do orçamento suplementar para 2020, na Assembleia da República, em Lisboa, 17 de junho de 2020. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Orçamento suplementar mantém despesa de 704 milhões de euros para bancos falidos

Jorge Moreira da Silva, ex-ministro do ambiente

(Orlando Almeida / Global Imagens)

Acordo PS-PSD. “Ninguém gosta de um planalto ideológico”

Mario Draghi, presidente do BCE. Fotografia: Reuters

Covid19. “Bazuca financeira tem de fazer mira à economia, desigualdades e clima”

Netflix captou clientes, subiu preços e dispara em bolsa