Bolsa

O fecho dos mercados num minuto

A carregar player...
O fecho dos mercados num minuto

A escalada na guerra comercial assustou os investidores e arrastaram as bolsas mundiais para perdas.

Trump prometeu mais tarifas sobre as importações chinesas. E os investidores tremeram. As bolsas europeias perderam mais de um e meio por cento e as ações americanas descem mais de meio por cento. E os mercados asiáticos também já tinham sentido este impacto. Isto depois de o presidente americano ter anunciado que iria aplicar novas tarifas a importações chinesas avaliadas em 200 mil milhões de dólares. Pequim já avisou que existirão retaliações. E os investidores temem que se chegue a um ponto de não retorno na guerra comercial, o que levou às fortes quedas do dia nos mercados mundiais.

A bolsa portuguesa não escapou à tendência negativa. Ainda assim desce menos que as pares europeias. O PSI 20 perdeu menos de meio por cento. A EDP, o BCP e a Jerónimo Martins foram das poucas ações a subir. Já a Mota-Engil e a Galp tiveram dos piores desempenhos. A construtora perdeu mais de 2%. E a petrolífera cedeu mais de um e meio por cento num dia marcado por quedas acentuadas nos preços do petróleo. O valor do barril de Brent desce mais de 3% para 76 dólares, depois da Organização dos Países Exportadores de Petróleo ter dito que iria existir uma quebra na procura.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Revolução nas transferências de dinheiro já chegou a Portugal

7. Praia do Turismo (Vila do Conde)

Worx: Turismo deverá continuar a crescer no segundo semestre

Mário Pereira (administrador) e Inês Drummond Borge (diretora de marketing) da Worten

Fotografia: D.R.

Worten tem um marketplace. Vai começar a vender sofás e colchões

Outros conteúdos GMG
O fecho dos mercados num minuto