Bolsa

O fecho dos mercados num minuto

A carregar player...
O fecho dos mercados num minuto

A escalada na guerra comercial assustou os investidores e arrastaram as bolsas mundiais para perdas.

Trump prometeu mais tarifas sobre as importações chinesas. E os investidores tremeram. As bolsas europeias perderam mais de um e meio por cento e as ações americanas descem mais de meio por cento. E os mercados asiáticos também já tinham sentido este impacto. Isto depois de o presidente americano ter anunciado que iria aplicar novas tarifas a importações chinesas avaliadas em 200 mil milhões de dólares. Pequim já avisou que existirão retaliações. E os investidores temem que se chegue a um ponto de não retorno na guerra comercial, o que levou às fortes quedas do dia nos mercados mundiais.

A bolsa portuguesa não escapou à tendência negativa. Ainda assim desce menos que as pares europeias. O PSI 20 perdeu menos de meio por cento. A EDP, o BCP e a Jerónimo Martins foram das poucas ações a subir. Já a Mota-Engil e a Galp tiveram dos piores desempenhos. A construtora perdeu mais de 2%. E a petrolífera cedeu mais de um e meio por cento num dia marcado por quedas acentuadas nos preços do petróleo. O valor do barril de Brent desce mais de 3% para 76 dólares, depois da Organização dos Países Exportadores de Petróleo ter dito que iria existir uma quebra na procura.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: Rui Manuel Ferreira/Global Imagens

Emprego dos jovens que acabaram agora o curso regressa a níveis pré-troika

Foto: Sonae

Cláudia Azevedo, os desafios de uma sucessão na continuidade

O antigo ministro da Economia, Manuel Pinho, durante a sua audição na Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas, sobre o seu alegado relacionamento, enquanto Ministro da Economia e da Inovação, e o setor privado, Assembleia da República em Lisboa, 17 de julho de 2018. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Manuel Pinho: “PSD é o pai dos CMEC e a mãe das barragens”

Outros conteúdos GMG
O fecho dos mercados num minuto