Petróleo

Preços do petróleo em alta na Ásia

Fotografia: REUTERS
Fotografia: REUTERS

Os preços do petróleo sofreram um forte aumento na sexta-feira, após a divulgação de dados sobre o emprego nos Estados Unidos

Os preços do petróleo estavam hoje em alta no mercado asiático, uma tendência impulsionada pelos dados positivos relativos ao emprego nos Estados Unidos e à contínua diminuição das atividades norte-americanas de perfuração.

O recuo do dólar também contribuiu para a alta dos preços do crude, já que a desvalorização da moeda tende a favorecer o petróleo, transacionado em dólares.

Nas transações eletrónicas na Ásia, o barril de “light sweet crude” (WTI), para entrega em abril, subia 66 cêntimos, para 36,57 dólares, pelas 03h50 (hora em Lisboa), enquanto o barril de Brent do Mar do Norte, a referência europeia, para entrega em maio, subia 70 cêntimos, cotando-se nos 39,42 dólares.

O ouro negro desvalorizou mais de 60% desde junho de 2014, altura em que o barril era negociado a 100 dólares, devido à oferta excedentária perante a diminuição da procura das economias em abrandamento, sobretudo a chinesa.

Os preços do petróleo sofreram um forte aumento na sexta-feira, após a divulgação de dados sobre o emprego nos Estados Unidos, que ajudaram a finalizar uma semana em alta face à expectativa de serem tomadas medidas por parte dos principais países produtores de petróleo no sentido de reduzir a oferta.

A criação de emprego nos Estados Unidos cresceu em fevereiro, ultrapassando largamente as expectativas dos analistas, atingindo as 242 mil postos de trabalho, enquanto a taxa de desemprego se manteve no nível mais baixo dos últimos oito anos (4,9%).

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Caixa Geral de Dep—ositos -

CGD perdeu 1200 milhões em empréstimos de risco

Miguel Setas, presidente da EDP Brasil

EDP Brasil quer duplicar presença no país até 2020

Ricardo Mourinho Félix, secretário de Estado Adjunto e das Finanças. Fotografia: Jorge Amaral/Global Imagens

Portugal não vai concorrer a vaga de topo no BCE, nem mexe na previsão do PIB

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Preços do petróleo em alta na Ásia