PSI20 mantém-se negativo alinhado com Europa

A bolsa de Lisboa seguia a negociar em terreno negativo, a manter a tendência da abertura da sessão e em linha com os principais mercados europeus, com as ações da Galp e da EDP a pressionarem as negociações.

Pelas 08:55, (hora em Lisboa), o principal índice, o PSI20, seguia a recuar 0,21% para 5.150,67 pontos, com seis ações em alta, 11 em queda e uma inalterada.

Do lado das perdas, a Pharol seguia a perder com as ações a desvalorizarem 1,35% para 1,10 euros e os CTT e a EDP Renováveis recuavam 0,60% ambos para 3,33 euros e 9,98 euros, respetivamente.

A Jerónimo Martins perdia 0,44% para 14,69 euros e a Galp recuava 0,24% para 14,48 euros, enquanto a EDP seguia também em baixa de 0,03% para 3,66 euros.

Do lado dos ganhos, a F. Ramada era a empresa que mais subia, com as ações a avançarem 1,01% para 6,00 euros, seguidas da Sonae Capital que subiam 0,90% para 0,79 euros.

Lisboa seguia alinhada com as principais bolsas europeias, que estavam hoje em baixa, pendentes das negociações comerciais e da última reunião de política monetária do ano da Reserva Federal dos Estados Unidos (Fed).

Além da reunião da Fed, que hoje arranca, e das negociações comerciais entre Washington e Pequim, os mercados estão pendentes da reunião de política monetária do Banco Central Europeu (BCE) e das eleições no Reino Unido, que aclararão o caminho para o 'Brexit'.

Os mercados também estão preocupados com a data limite, de 15 de dezembro, para a aplicação das novas tarifas impostas pelos Estados Unidos a bens importados à China.

No plano macroeconómico, hoje soube-se que a taxa de inflação na China em novembro foi de 4,5% e serão divulgados os resultados do inquérito de confiança económica na Alemanha.

A nível cambial, o euro abriu hoje em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1072 dólares, contra 1,1057 dólares na segunda-feira.

O barril de petróleo Brent para entrega em fevereiro de 2020 abriu hoje em baixa, a cotar-se a 64,03 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, contra 64,25 dólares na segunda-feira.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de