PSI20 perde 2,84% em dia de fortes descidas na Europa

Sonae Capital e Sonae SGPS lideraram as quedas. Das 18 cotadas, só a Jerónimo Martins ficou em terreno positivo

A bolsa de Lisboa encerrou, nesta quinta-feira, em queda, pela sexta sessão consecutiva, com o índice PSI20 a perder 2,84% para 4.356,08 pontos, em dia de descidas muito acentuadas nas principais bolsas europeias.

Das 18 cotadas que integram o PSI20, 17 desceram e só a Jerónimo Martins ficou em terreno positivo com uma subida de 0,36% para 15,35 euros.

As duas cotadas do grupo Sonae lideraram as descidas, com a Sonae Capital a recuar 6,53% para 0,54 euros e a Sonae SGPS a baixar 6,11% para 0,63 euros.

Nas maiores descidas ficaram ainda o BCP (5,86% para 0,11 euros), a Semapa (5,65% para 8,35 euros), a Mota-Engil (4,96% para 1,19 euros), a Navigator (4,85% para 2,16 euros) e a Galp (4,44% para 10,75 euros).

Com descidas inferiores mais ainda acima de 3% ficaram a Novabase (3,22 euros), a Pharol (0,10 euros), a Altri (4,06 euros) e os CTT (2,14 euros).

Entre as cotadas com descidas mais baixas, a EDP recuou 1,67% para 4,13 euros, a EDP Renováveis cedeu 1,16% para 11,88 euros e a NOS perdeu 1,01% para 3,73 euros.

Na Europa, Madrid baixou 5,04%, Milão 4,81%, Paris 4,71%, Frankfurt 4,47% e Londres 3,99%, depois das previsões negativas da Reserva Federal, que antecipou um recuo de 6,5% da economia dos Estados Unidos em 2020 e quando se assiste a um aumento de casos de covid-19 em vários estados norte-americanos.

A meio da sessão, a bolsa de Nova Iorque continuava em queda acentuada, com o Dow Jones a baixar 4,88% e o Nasdaq 3,18%.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de