PSI20 segue a ganhar com ações da Semapa a reagirem em forte alta à OPA da Sodim

A bolsa de Lisboa seguia hoje em alta, mantendo a tendência da abertura, com as ações do BCP a puxarem pelos ganhos e as ações da Semapa a reagirem em forte alta à OPA da Sodim.

Na quinta-feira, o índice de referência, o PSI20, encerrou em queda acentuada de 2,43% para 4.705,01 pontos, num dia em que as principais bolsas europeias fecharam com descidas mais moderadas.

As ações da Semapa lideram os ganhos, ao dispararem 21,26% para 11,52 euros.

Em comunicado divulgado na quinta-feira à noite pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Sodim, 'holding' da família Queiroz Pereira, anunciou que lançou uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) sobre a posição que não detém da Semapa, oferecendo 11,40 euros por ação.

O BCP seguia também a puxar pelos ganhos, ao avançar 1,42% para 0,12 euros.

A Jerónimo Martins e a Galp avançavam também 0,19% e 0,06% para 12 euros e 9,44 euros, respetivamente.

Do lado das perdas, a Ramada Investimentos e a Pharol caíam 2,69% e 1,60% para 5,06 euros e 0,12 euros, respetivamente.

A EDP seguia também em queda de 0,81% para 4,76 euros, assim como a EDP Renováveis, que descia 0,73% para 18,92 euros.

As principais bolsas europeias abriram hoje em alta, enquanto os juros da dívida pública mantêm a tendência de subida iniciada na quinta-feira.

Os mercados abriram cautelosos na Europa, depois das perdas registadas na quinta-feira na bolsa em Wall Street devido a 'maus' dados do desemprego nos Estados Unidos e devido à forte subida dos juros da dívida pública.

Hoje, os investidores estão pendentes da publicação dos indicadores 'flash' PMI de fevereiro na Alemanha e na zona euro.

A nível cambial, o euro abriu hoje em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,2111 dólares, contra 1,2082 dólares na quinta-feira e o atual máximo desde maio de 2018, de 1,2300 dólares, em 05 de janeiro.

O barril de petróleo Brent para entrega em abril abriu em baixa no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, a cotar-se a 63,05 dólares, contra 63,93 dólares na quinta-feira e o atual máximo desde maio de 2019, de 64,34 dólares, em 17 de fevereiro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de