PSI20 segue em alta com ações das energéticas a puxar pelos ganhos

A praça de Lisboa está em contraciclo com as principais congéneres europeias.

A bolsa de Lisboa seguia esta terça-feira em alta, contrariando a tendência da abertura e a das principais congéneres europeias, com as ações da EDP a puxarem pelos ganhos.

Na segunda-feira, a bolsa de Lisboa encerrou positiva, com o índice de referência, o PSI20, a avançar 0,40% para 5.537,03 pontos, num dia em que as principais praças europeias fecharam sem um rumo definido.

Hoje, pelas 9:00, o PSI20 seguia em alta de 0,21%, para 5.548,86 pontos, com oito ações em alta, sete em baixa e quatro inalteradas, depois de o Governo ter dado a conhecer a proposta de lei do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022).

As ações da Greenvolt e da EDP Renováveis eram as que mais subiam, com ganhos de 1,69% e 1,67% para seis euros e 20,64 euros.

As ações da EDP seguiam em alta de 0,98% para 4,55 euros e as ações da Jerónimo Martins avançavam 0,52% para 18,36 euros.

Do lado das perdas, o BCP e a Mota Engil seguiam em queda de 1,41% e 0,81% para 0,17 euros e 1,35 euros, sendo as cotadas que mais perdiam.

A Galp recuava também 0,50% para 10,01 pontos.

Segundo a proposta de lei do OE2022, a economia portuguesa deverá crescer 4,8% em 2021 e 5,5% em 2022.

Estes números já tinham sido adiantados a meio da semana aos partidos na ronda de apresentação do OE2022 na Assembleia da República, e são agora confirmados pelo Governo, configurando uma revisão em alta face ao previsto em abril (4,0% para este ano e 4,9% para 2022).

Em 2020, primeiro ano fortemente marcado pela pandemia de covid-19, a economia portuguesa contraiu 8,4%, de acordo com uma revisão do Instituto Nacional de Estatística (INE) feita em 23 de setembro.

As principais bolsas europeias estavam hoje em baixa, à espera do índice de confiança do investimento na Alemanha ZEW, em outubro, num contexto de receio de uma desaceleração do crescimento económico e com níveis de inflação altos.

O centro de investigação económica europeia alemão (ZEW) divulga hoje o seu índice de confiança no investimento na Alemanha, num dia marcado pela subida do preço do petróleo e pela preocupação dos investidores com as previsões económicas e com a próxima ronda de resultados empresariais trimestrais.

Esta semana, os mercados também estão pendentes da publicação da taxa de inflação nos EUA em setembro e das atas da última reunião de política monetária da Reserva Federal dos EUA (Fed).

A nível cambial, o euro abriu em baixa no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1561 dólares, contra 1,1563 dólares na segunda-feira e o atual máximo desde maio de 2018, de 1,2300 dólares, em 05 de janeiro.

O barril de petróleo Brent para entrega em dezembro abriu em baixa no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, a cotar-se a 83,38 dólares, contra 83,65 dólares na segunda-feira, um máximo desde outubro de 2018.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de