PSI20 segue em alta com setor energético a puxar por ganhos

A EDP Renováveis e a Galp são as empresas que mais sobem. Greenvolt, Jerónimo Martins e EDP também em terreno positivo.

A bolsa de Lisboa seguia esta quinta-feira em terreno positivo, mantendo a tendência da abertura, com as ações do setor energético a puxarem pelos ganhos.

Na quarta-feira, a bolsa de Lisboa encerrou em alta, a subir 0,56% para 5.593,36 pontos e com a EDP Renováveis a liderar os ganhos.

O principal índice, o PSI20, seguia a subir 0,76% para os 5.635,67 pontos, com 13 ações em alta, três em baixa e três inalteradas.

A EDP Renováveis e a Galp eram as empresas que mais subiam, com ganhos de 1,74% e 1,00% para 22,28, a Greenvolt, a Jerónimo Martins e a EDP, com ganhos de 0,98%, 0,94% e 0,63% para 4,78 euros.

A Novabase e a REN eram, por sua vez, as empresas que mais caíam, com perdas de 2,08% e 0,57% para 4,70 euros e 2,63 euros.

O BCP, por sua vez, seguia em alta de 0,19% para 0,16 euros.

As principais bolsas europeias estavam hoje em alta, apesar da nova subida da inflação nos Estados Unidos em setembro e da possibilidade da Reserva Federal dos EUA (Fed) começar a mudar a política monetária já em novembro.

A taxa de inflação nos EUA em setembro subiu 0,4% face a agosto e 5,4% face ao mesmo mês de 2020, mas a Fed continua a insistir que o aumento é "transitório".

Contudo, os investidores temem que devido à subida persistente da inflação a Fed altere a política monetária já em novembro, com um aumento das taxas de juro.

Também na quarta-feira foram divulgadas as atas da última reunião de política monetária da Fed, que indicam que o banco central dos EUA poderia começar a reduzir gradualmente o programa de compra de dívida de 120.000 milhões de dólares por mês "em meados de novembro ou em dezembro".

A nível cambial, o euro abriu em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, mas a cotar-se a 1,1609 dólares, contra 1,1578 dólares na quarta-feira e o atual máximo desde maio de 2018, de 1,2300 dólares, em 05 de janeiro.

O barril de petróleo Brent para entrega em dezembro abriu em alta no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, a cotar-se a 83,92 dólares, um máximo desde outubro de 2018, contra 83,18 dólares na quarta-feira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de