PSI20 segue em baixa com seis cotadas a descontar o dividendo

A liderar os ganhos seguem a Mota Engil e a Pharol, que avançam 1,77% para 3,445 euros e 1,50% para 0,2705 euros,.

A bolsa de Lisboa segue esta segunda-feira em terreno negativo, a contrariar a tendência da Europa, com seis ações a descontar o dividendo e a impedir maiores ganhos do índice.

Pelas 08:45, o índice de referência português, o PSI20, seguia a desvalorizar 0,30% para 5.593,40 euros, com 11 ações positivas, uma inalterada e seis negativas.

A Galp Energia, a Altri, a F. Ramada, a Sonae SGPS, a Sonae Capital e a Sonaecom vão distribuir os dividendos relativos ao exercício de 2017 a partir de dia 30 de Maio e por isso estão esta segunda-feira a descontar do valor das ações o dividendo que vão pagar.

A liderar os ganhos seguem a Mota Engil e a Pharol, que avançam 1,77% para 3,445 euros e 1,50% para 0,2705 euros, seguidas do BCP que avançam 0,63% para 0,271 euros.

A F. Ramada e a Sonae Capital são as empresas que mais caem, recuando 15,32% para 10,50 euros e 4,37% para 0,962 euros.

A Altri, por sua vez, segue a perder 2,47% para 7,49 euros, a Galp desce 2,41% para 15,765 euros e a Sonae desvaloriza 2,25% para 1,087 euros.

A Jerónimo Martins segue também a pressionar o índice, recuando 0,21% para 13,96 euros.

Os investidores estão esta segunda-feira atentos à crise política em Itália, que se acentuou este fim-de-semana, depois do presidente Sergio Mattarella ter vetado a escolha do ministro das Finanças por parte do primeiro-ministro indigitado, por este ser eurocético e um forte crítico da Alemanha.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de