fintech

Revolut lança serviço de compra e venda de ações sem comissão

(DR)
(DR)

Fintech britância quer tornar a negociação bolsista mais fácil e barata.

A Revolut vai entrar no mercado das negociações da bolsa. Com cerca de seis milhões de usuários – todos na Europa – a fintech britânica pretende permitir a compra e venda de ações, sem cobrar comissões, de cerca de 300 títulos do mercado de valores de Nova Iorque e do NASDAQ. O serviço terá atualização em tempo real do preço das ações e informações sobre o desempenho dos mercados. No futuro, a Revolut pretende acrescentar mais títulos para negociação.

“É mais um grande passo na nossa missão de tornar os serviços financeiros mais inclusivos, inovadores e acessíveis. Investir no mercado de ações não esteve ao alcance do cidadão comum durante demasiado tempo, o que levou a problemas reais para as pessoas à medida que procuravam formas eficazes de fazer render as suas economias”, explicou, em comunicado, Nik Storonsky, fundador e CEO da Revolut. .

Inicialmente, a ferramenta estará apenas disponível para os clientes Metal, a quem será permitido fazer 100 movimentos gratuitos. Depois, terão acesso os Premium, com oito transações por mês sem custos, e mais tarde os Standard, que estarão limitados às três transações mensais gratuitas. Após esses valores, cada movimento terá o custo de uma libra e uma comissão anual de 0,01%.

Para a compra e venda de ações, os usuários precisam apenas de usar a sua carteira Revolut, que suporta diferentes moedas e que automaticamente faz a conversão de valores. Não existe limite mínimo de investimento, podendo haver ações fracionadas a ser compradas até por um dólar. Desta forma, a empresa pretende chegar a novos públicos.

“Queremos garantir que investir na Revolut é barato, fácil de usar e está disponível a todos, mesmo a quem quer apenas experimentar com valores muito pequenos. Este é apenas o arranque da nossa oferta de negociação sem comissão, já que vamos lançar novos produtos e para mais mercados brevemente”, acrescentou Storonsky.

No futuro, a Revolut pretende alargar os seus serviços de investimento, chegando às bolsas europeias, diversificando as formas de investimento e escalando a nível global.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Foto: Leonel de Castro/Global Imagens

Famílias com 12 meses para pagarem rendas do estado de emergência

Antonoaldo Neves, presidente executivo da TAP. Fotografia: Adelino Meireles/Global Imagens

TAP também vai avançar com pedido de layoff

EPA/MIGUEL FIGUEIREDO LOPES

Mais de 90% querem ver estado de emergência prolongado

Revolut lança serviço de compra e venda de ações sem comissão