Energia

Shell. Maior refinaria da Europa encerra duas semanas

Ben van Beurden, presidente da Shell
Foto: REUTERS/Sergio Moraes       TPX IMAGES OF THE DAY
Ben van Beurden, presidente da Shell Foto: REUTERS/Sergio Moraes TPX IMAGES OF THE DAY

A petrolífera confirmou esta terça-feira que, devido ao incidente, as operações só deverão recomeçar "na segunda metade de agosto".

O incêndio que deflagrou no sábado à noite na refinaria da Shell em Roterdão vai obrigar a unidade a encerrar durante, pelo menos, duas semanas.

A petrolífera confirmou esta terça-feira que, devido ao incidente, as operações só deverão recomeçar “na segunda metade de agosto”, não detalhando se o fornecimento de combustível vai ficar ameaçado.

Num comunicado citado pela Reuters, a Shell afirma “lamentar o impacto” que o incidente poderá ter para os clientes, e garante estar “a fazer o possível para minimizar” as consequências.

A refinaria da Shell em Roterdão, na Holanda, é a maior da Europa e processa cerca de 400 mil barris de petróleo por dia.

O incêndio que deflagrou no sábado à noite teve origem num curto-circuito, e obrigou ao encerramento da maior parte das unidades de produção.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Ricardo Mourinho Félix, Secretário de Estado Adjunto e das Finanças. 
( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Cidadãos não vão tolerar situações que ponham estabilidade financeira em risco”

Ricardo Mourinho Félix, Secretário de Estado Adjunto e das Finanças. 
( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Cidadãos não vão tolerar situações que ponham estabilidade financeira em risco”

Lisboa, 22/11/2019 - Money Conference, Governance 2020 – Transparência e Boas Práticas no Olissippo Lapa Palace Hotel.  António Horta Osório, CEO do Lloyds Bank

( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

Horta Osório: O malparado na banca portuguesa ainda é “muito alto”

Outros conteúdos GMG
Shell. Maior refinaria da Europa encerra duas semanas