Sporting

Sporting: Procura na emissão de obrigações atinge os 14,6 milhões

Filipe Amorim/Global Imagens
Filipe Amorim/Global Imagens

A oferta destinada aos investidores do retalho tem o montante mínimo fixado em 15 milhões de euros.

As ordens de subscrição na emissão de obrigações da Sporting SAD atingiram os 14,6 milhões de euros até ao final do dia de ontem.

A oferta destinada aos investidores do retalho tem o montante mínimo fixado em 15 milhões de euros. As ordens de subscrição podem ser dadas até amanhã, dia 22 de novembro.

“(…) até ao final do dia de ontem, 20 de Novembro de 2018, foram recolhidas intenções de subscrição consubstanciadas em 1.663 ordens, que correspondem a um montante total de 14.642.055 euros [48,8% do valor total da Oferta e 97,6% do valor mínimo de subscrição da Oferta]”, refere um comunicado da Sporting SAD divulgado esta quarta-feira no site da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

“As ordens de subscrição recolhidas no dia de ontem corresponderam a 42,0% do total de ordens recolhidas até ao momento”, adianta.

Esta operação, que pode ir até 30 milhões de euros, visa financiar o reembolso de uma outra emissão obrigacionista que vence no dia 26 de novembro.

O Sporting, que paga um juro bruto anual de 5,25%, tem feito apelos aos sócios para que subscrevam esta emissão de dívida. O preço de subscrição é de cinco euros por obrigação, com um montante mínimo de subscrição correspondente de 100 euros, ou seja, 20 obrigações.

O clube acusa a banca de não estar a ajudar a comercializar as obrigações.

O vice-presidente do Sporting, Francisco Salgado Zenha, afirmou na terça-feira, em entrevista à RTP; que o clube pode ter de vender jogadores se a emissão de obrigações não tiver sucesso.

Ontem, Salgado Zenha afirmou ao Dinheiro Vivo que o Sporting está a estudar o lançamento de uma moeda digital própria, através de um ICO (Initial Coin Offering), para ter uma via alternativa de financiamento e “aproveitar esse novo mundo” das moedas digitais.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O primeiro-ministro de Portugal, António Costa, e o ministro das Finanças, Mário Centeno. Foto: TIAGO PETINGA/LUSA

Bruxelas pede a Centeno 1,4 mil milhões em novas medidas para acertar OE2020

Faria de Oliveira, presidente da APB.

Banca portuguesa entre a que mais se desfez de ativos tóxicos na Europa

5G NOS

NOS anuncia Matosinhos como “primeira cidade” em Portugal com cobertura 5G

Outros conteúdos GMG
Sporting: Procura na emissão de obrigações atinge os 14,6 milhões