bolsas

Tréguas na guerra comercial animam bolsas

Foto: REUTERS/Henry Nicholls
Foto: REUTERS/Henry Nicholls

As bolsas do Velho Continente arrancaram a semana em alta, animadas pelo retomar das negociações entre os Estados Unidos e a Chin

Os Estados Unidos e a China acordaram durante o fim de semana retomar as negociações económicas e comerciais, depois do fim abrupto que tiveram em maio. Os mercados financeiros reagiram em alta a esta notícia. Na Ásia, a sessão foi marcada pelos ganhos e na Europa o arranque da sessão está a ser igualmente positivo.

Em Lisboa, o PSI-20, às 8:07, subia 1,18% para os 5.198,05 pontos. Entre as cotadas do principais índice nacional, destaque para as ações do BCP, que avançam 1,36% para 27,56 cêntimos, da EDP, que ganham 0,72% para 3,366 euros, da EDP Renováveis, que crescem 0,33% para 9,05 euros.

Os títulos da Galp Energia apreciam 1,44% para 13,72 euros, numa altura em que os preços do petróleo estão em alta nos mercados internacionais, depois de a Arábia Saudita (um dos maiores produtores de petróleo do mundo), o Iraque e a Rússia terem feito saber que vão apoiar um alargamento dos cortes na produção de petróleo por um período de seis a nove meses. Os membros da Organização dos Países Produtores de Petróleo (OPEP) reúnem-se esta segunda-feira, em Viena, Áustria. O Brent do Mar do Norte, negociado em Londres e que serve de referência às importações nacionais, sobe mais de 1,5% para 66,42 dólares por barril.

Ainda na bolsa de Lisboa, nota para as ações da Jerónimo Martins, que avançam 0,85% para 14,285 euros, e da Sonae, que valorizam 1,06% para 85,85 cêntimos.

Um outro tema que vai marcar o dia, é o futuro líder da Comissão Europeia. Os líderes europeus estão reunidos para chegarem a um entendimento. As negociações estão a decorrer em cima do prazo limite, uma vez que na terça-feira tem início, em Estrasburgo, França, a sessão inaugural da nova legislatura do Parlamento Europeu (PE), na qual será eleito o presidente da assembleia, um dos lugares de topo negociados ‘em pacote’.

Além da presidência do executivo comunitário, estão em jogo as presidências do Conselho Europeu, do Banco Central Europeu e de Alto Representante, assim como a presidência do Parlamento Europeu.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Mário Centeno, ministro das Finanças e presidente do Eurogrupo. Fotografia: EPA/STEPHANIE LECOCQ

Peso da despesa com funcionários volta a cair para mínimos em 2020

26/10/2019 ( Nuno Pinto Fernandes/ Global Imagens )

Conselho de Ministros aprovou Orçamento do Estado

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República portuguesa. Foto: REUTERS/Benoit Tessier

OE2020: PR avisa que é preciso “ir mais longe” em matérias como a saúde

Outros conteúdos GMG
Tréguas na guerra comercial animam bolsas