A missão de bem escolher e, acima de tudo, bem comer

Dados divulgados pela DGS em 2018 revelaram que 10% da população portuguesa sofre de diabetes, 36% dos adultos sofre de hipertensão, 57% são obesos e a estes valores juntam-se também os das crianças: 30% tem excesso de peso e 12% são obesas.

A alimentação saudável é um tema cada vez mais atual e urgente. A frase "somos aquilo que comemos" nunca antes fez tanto sentido. Acima de tudo porque os números são chocantes e a necessidade de os reverter é grande. É altura de agir e a boa notícia é que há quem já faça por isso.

Fundada em 1985, a marca Modelo Continente é uma das mais importantes no setor retalhista. Faz parte da vida - e da mesa - de muitos portugueses, entrando nas mais variadas ementas. Mas mais do que isso, é uma marca que se preocupa com o consumidor e que tem desenvolvido a missão de reeducar e reorganizar o sistema alimentar português.

Numa entrevista à rádio TSF, no Dia Mundial da Alimentação, Ana Alves, Diretora Diretora de Marcas próprias da SONAE MC reforçou a importância do papel da marca na saúde alimentar dos consumidores. "Temos vindo a fazer um caminho muito importante naquilo que é a promoção de hábitos alimentares mais saudáveis. Este ano, por exemplo, já melhorámos a composição nutricional de mais de 150 produtos. Anualmente conseguimos reduzir mais de 75 toneladas de sal, mais de 500 toneladas de açúcar e mais de 325 toneladas de gorduras saturadas que de outra forma seriam ingeridas por todos nós", afirma. Mas os esforços não ficam por aqui. Para além de todas estas reduções, a marca tem também trabalhado no sentido de eliminar dos seus produtos aditivos artificiais como é o caso dos corantes, dos aromas, dos edulcorantes artificiais. Qualquer um destes processos, seja o de redução ou o de eliminação, são acompanhados pela equipa de nutricionistas do Continente, bem como dos próprios consumidores. "É muito importante que todas as alterações que são feitas nos produtos Continente sejam primeiro provadas e aprovadas primeiro pelos nossos consumidores. Garantimos, assim, que mantemos todo o sabor, melhorando obviamente, e em simultâneo, as receitas dos nossos produtos", acrescenta a Diretora.

O consumidor é cada vez mais informado acerca dos vários componentes de cada produto, bem como daquilo que quer, ou não, incluir na sua alimentação. Por isso mesmo, o verdadeiro desafio é estar a par desta mesma informação e saber responder às necessidades do cliente. Foi neste sentido que a marca foi pioneira ao incluir o semáforo nutricional na embalagem dos seus produtos. "Temos um papel muito importante ao reformular os nossos produtos e a garantir que do ponto de vista nutricional são mais equilibrados, mas podemos fazer mais." E foi precisamente com a vontade de fazer mais que a marca lançou este ano a gama Continente Equilíbrio, totalmente dedicada a produtos nutricionalmente mais equilibrados. Desta vez, a preocupação não recaiu apenas na redução do sal, açúcar e gorduras, mas também na inclusão de fibras, proteínas, fruta e vegetais para conseguir estar à altura dos consumidores que se preocupam em escolher de forma consciente aquilo que colocam no seu carrinho de compras.

Numa relação perfeita entre qualidade, preço e sabor, a gama foi lançada e relançada com 60 novos produtos e o sucesso tem sido uma constante. "Aparentemente acertámos na fórmula porque esta gama está a crescer 30% desde o seu relançamento", remata Ana Alves.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de