sugestões

15 coisas que NÃO deve fazer em Nova Iorque

Estátua da Liberdade
Estátua da Liberdade

A quantidade de vezes que visitou a cidade é um fator pouco relevante quando se trata de Nova Iorque. Isto acontece porque a 'cidade que não dorme' é sempre capaz de surpreender. Mas também há sítios que não deve visitar.

Visitar Nova Iorque de ‘fio a pavio’ demoraria o seu tempo, sobretudo se tivesse de esperar em longas filas para ver e fotografar monumentos e espaços. São 15 as coisas que não deve fazer se pretender visitar a cidade, escreve o Huffington Post. Os conselhos vão desde optar por transportes públicos a evitar confusões e multidões. Confira!

Visitar a Estátua da Liberdade está entre os planos da maioria dos turistas. Mas não precisa de o fazer de perto. Escolha um ponto da cidade onde consiga ver a estátua, evite filas e multidões.

Não suba até ao topo do The Empire State Builing. Possivelmente irá apanhar filas e a vista resume-se a prédios e edifícios altos.

No planeamento da viagem surgem as questões da deslocação. Não apanhe táxis. O trânsito e o tráfego da cidade irão atrasá-lo. Não ande em autocarros turísticos. Vá de metropolitano.

Se pretender fazer uma viagem de barco, não gaste dinheiro em cruzeiros, a cidade oferece alternativas como, por exemplo, uma viagem gratuita no Staten Island Ferry, que permite ver Manhattan e a Estátua da Liberdade.

Não se limite à cidade de Manhattan. Nova Iorque tem outros destinos: Brooklyn, Queens, Staten Island e Bronx. Vá a Times Square, mas não perca muito tempo.

Não visite o High Line durante o fim de semana. Esta é a altura em que os habitantes da cidade aproveitam para fazer caminhadas e passeios pelo parque, gerando um grande aglomerado de pessoas.

Não bloqueie os passeios, seja para tirar fotografias ou para consultar mapas.

Se gosta de espetáculos, não se limite apenas aos da Broadway. A oferta cultural da cidade é diversificada.

Se pensar em provar as ofertas gastronómicas da cidade, não frequente os restaurantes reservados para turistas. No entanto, também não é aconselhado comprar comida nas roulottes.

Se decidir fazer compras pela cidade, não compre em Soho, sobretudo se for ao fim de semana.

Por último, mas não menos importante, não se esqueça dos pequenos museus. O Museu de Brooklyn e o Museu Biblioteca Morgan são duas das sugestões.

Esta lista foi divulgada pelo jornal The Huffington Post.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Caixa Geral de Dep—ositos -

Sete dos créditos de risco da CGD tiveram perdas de 100%

(Rui Oliveira / Global Imagens)

Quota de mercado dos carros a gasóleo cai para mínimos de 2003

Operadores da Groundforce onde a operação da empresa de ‘handling’ Groundforce inclui números como cinco minutos e 400 toneladas, mas também o objetivo de chegar ao fim de 2019 com 3.600 colaboradores, aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, 22 de janeiro de 2018. Para que os aviões estejam no ar, a Groundforce faz toda a assistência em terra, excetuando o fornecimento de comida e de combustível, como resume o presidente executivo da empresa, Paulo Neto Leite, numa visita guiada aos ‘bastidores’ do Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa. MÁRIO CRUZ/LUSA

Com o aeroporto de Lisboa “no limite”, Groundforce exige à ANA que invista já

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
15 coisas que NÃO deve fazer em Nova Iorque