A notícia mais popular do Wall Street Journal? Há 2 dias que é o amor dos portugueses pela… Bimby

ng3118389

“É uma máquina ‘multitask’ que vende mais do que os últimos iPads em Portugal e que é mais popular no Facebook do que a banda de rock [Xutos & Pontapés] mais conhecida do país”. É desta forma que o Wall Street Journal descreve a relação dos portugueses com a Bimby, o robô de cozinha alemão que se tornou “uma obsessão no país mais pobre da Europa Ocidental”.

O jornal financeiro estranha a popularidade deste eletrodoméstico num país endividado, que se viu obrigado a aceitar o resgate externo em 2011, mas encontra uma explicação simples: “os portugueses adoram ‘gagdets’ e, apesar dos tempos difíceis, parecem determinados em manter a sua tradição de se juntarem regularmente para jantar”.

Leia também:E a vencedora do teste da Deco… é a Bimby (com vídeo)

Apesar de custar praticamenete o dobro do salário mínimo nacional, a Bimby tem vindo a registar recordes de vendas em cada um dos últimos três anos, escreve o Wall Street Journal. No ano passado, os portugueses compraram mais de 35 mil destes robôs e, de acordo com as previsões da Vorwek, 8% dos 3,7 milhões de lares portugueses vão ter uma Bimby até ao final de 2014.

O artigo sobre o amor dos portugueses pela Bimby chegou esta quinta-feira ao primeiro lugar das notícias mais populares no site do Wall Street Journal. E mantinha-se no topo esta sexta-feira de manhã.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Caixa Geral de Dep—ositos -

Sete dos créditos de risco da CGD tiveram perdas de 100%

Fotografia: REUTERS/Eloy Alonso

Santander anuncia fecho de 140 balcões no Reino Unido

Operadores da Groundforce onde a operação da empresa de ‘handling’ Groundforce inclui números como cinco minutos e 400 toneladas, mas também o objetivo de chegar ao fim de 2019 com 3.600 colaboradores, aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, 22 de janeiro de 2018. Para que os aviões estejam no ar, a Groundforce faz toda a assistência em terra, excetuando o fornecimento de comida e de combustível, como resume o presidente executivo da empresa, Paulo Neto Leite, numa visita guiada aos ‘bastidores’ do Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa. MÁRIO CRUZ/LUSA

Com o aeroporto de Lisboa “no limite”, Groundforce exige à ANA que invista já

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
A notícia mais popular do Wall Street Journal? Há 2 dias que é o amor dos portugueses pela… Bimby