publicidade

Ah Leão… da Estrela

A carregar player...

CTT arrancam com campanha de promoção do filme Leão da Estrela. Segundo da trilogia Novos Clássicos, o remake do clássico português estreia na quinta-feira

O humorista Manuel Marques volta a ser a estrela da nova campanha dos CTT para promover o Leão da Estrela. O remake do clássico português estreia na quinta-feira, dia 26.

Os CTT são um dos patrocinadores do filme realizado por Leonel Vieira. É o segundo filme da Trilogia Novos Clássicos e foi adaptado pelo argumentista Tiago R. Santos a partir do original escrito em 1947 por João Bastos, Félix Bermudes e Ernesto Rodrigues. A trilogia fica concluída com A Canção de Lisboa, com realização de Pedro Varela.

O Pátio das Cantigas foi um sucesso de bilheteira, com 604.713 espectadores a ver o filme nas salas de cinema. É o filme português mais visto de sempre e o terceiro mais visto este ano em Portugal.

O humorista Manuel Marques é o Filipinho no novo filme de Leonel Vieira, cujo elenco é composto por Miguel Guilherme, Dânia Neto, Sara Matos, José Raposo, Alexandra Lencastre, André Nunes, Manuela Couto, Aldo Lima, Ana Varela, Vítor Norte, Júlio César e Welket Bungué.

Manuel Marques foi também o escolhido pela agência de publicidade Partners para contracenar consigo mesmo, mas agora no papel de funcionário dos CTT. João Ribeiro e André Sentieiro assinam a criatividade. A realização é de João Fanfas, com produção da Stopline.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O antigo secretário de Estado da Energia e da Inovação, Henrique Gomes, fala perante a Comissão Parlamentar de Inquérito ao Pagamento de Rendas Excessivas aos Produtores de Eletricidade, na Assembleia da República em Lisboa, 23 de janeiro de 2019. TIAGO PETINGA/LUSA

CMEC. Henrique Gomes disse que “Mexia é osso duro de roer” e teve de sair da REN

Theresa May, PM britânica, cumprimenta Mark Rutte, PM holandês. Fotografia: REUTERS/Piroschka van de Wouw

Mais de 250 empresas do Reino Unido contactam Holanda por causa do Brexit

António Costa, primeiro-ministro, e Mário Centeno, ministro das Finanças, num debate parlamentar sobre o OE2019. Fotografia: REUTERS/Rafael Marchante

Universidade Católica prevê menos crescimento em 2018 e 2019

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Ah Leão… da Estrela