software

Aplicações SAP chegam à nuvem da Microsoft e ao Office 365

Microsoft

No evento anual Sapphire, a gigante alemã do software empresarial trouxe a palco o CEO da Microsoft, Satya Nadella, para o anúncio das novidades

Há anos que a SAP e a Microsoft são parceiras, mas o que as duas empresas anunciaram na apresentação de arranque do evento anual Sapphire, em Orlando, leva essa relação estreita para o palco do futuro: a nuvem. As empresas que correm o produto de bases de dados Hana, da SAP, poderão agora fazê-lo na nuvem Microsoft Azure – o que lhes permitirá, por exemplo, acederem a funções de gestão e cibersegurança reforçadas.

“Esta parceria é uma das mais abrangentes que temos”, disse o CEO da Microsoft, Satya Nadella, que fez uma aparição surpresa no evento. “Pegámos no melhor da SAP e no melhor da nossa nuvem hiperescalável e juntámos as duas”, resumiu o executivo.

As aplicações Hana também correm na nuvem da Amazon, mas a Microsoft tem uma vantagem competitiva com Azure: é capaz de gerir maiores volumes de dados e de RAM. Por outro lado, a questão da cibersegurança, que Nadella chamou de “consequência não intencional” da digitalização, tem sido uma área de reforço na Microsoft Azure.

A outra novidade é a integração de vários produtos SAP no Office 365, a versão por subscrição da suite de produtividade da Microsoft. Em palco, a audiência assistiu a algumas demos destas integrações – por exemplo, a capacidade de introduzir um dia de férias no sistema interno da empresa a partir do Outlook. Os produtos integrados vão do Concur ao SuccessFactor e Ariba. A ideia é que haja menos barreiras na comunicação e colaboração que o Office 365 permite e o software empresarial.

“Uma das coisas que estou a notar é que o mercado mudou. Os clientes sempre recorreram à Microsoft e à SAP para obterem tecnologias digitais, mas pela primeira vez eles não são apenas consumidores de tecnologia: são produtores”, afirmou Nadella.

Bill McDermott, CEO da SAP, referiu que a empresa tem agora 3200 clientes a usar a plataforma S4/Hana e que este é já o produto com crescimento mais rápido da história da empresa. O responsável considerou também que a combinação com os produtos da Microsoft “tem sido extraordinariamente especial.”

O executivo, que fez desfilar uma parada de estrelas no palco – incluindo o CEO da Intel, Brian Krzanich – fez uma apresentação bastante energética, na qual introduziu uma prioridade inesperada para a SAP do futuro: empatia. Algo que surgiu de uma reunião que McDermott teve com 30 dos diretores tecnológicos mais importantes do mundo empresarial, na qual lhe disseram que sentiam falta de empatia por parte da SAP em relação às suas necessidades como clientes. “É a nossa prioridade número um, empatia”, declarou. E ainda garantiu a saúde do negócio: “Nunca estivemos em tão boa forma.”

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: Artur Machado/Global Imagens.

Donos de alojamento local contestam agravamento das tarifas da água

Miguel Pina Martins, CEO da Science4you.

(Nuno Pinto Fernandes/Global Imagens)

Science4you quer alargar prazo da oferta pública até fevereiro

(Carlos Santos/Global Imagens)

Porto de Setúbal: Acordo garante fim da greve às horas extraordinárias

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Aplicações SAP chegam à nuvem da Microsoft e ao Office 365