Bruxelas tem ranking mundial de universidades. 13 são de Portugal

Universidade Nova de Lisboa
Universidade Nova de Lisboa

<b>O <i>U-Multirank</i>, o<i> novo ranking universitário mundial</i>, foi apresentado esta terça-feira pela Comissão Europeia. Nesta nova plataforma estão disponíveis os resultados de cerca de 850 instituições do ensino superior de 70 países.</b>

O desempenho das instituições é avaliado a cinco níveis distintos:
ensino e aprendizagem, orientação internacional, transferência de
conhecimento, participação a nível regional e investigação. As
classificações vão desde muito bom (A) a fraco (E).

Leia também: Católica Lisbon entre as 50 melhores do Financial Times

Entre
as universidades presentes no ranking estão 13 portuguesas: a
Universidade Fernando Pessoa, a Universidade Católica, a Universidade
Portucalense, a Universidade e o Instituto politécnico de Lisboa, o
Instituto Técnico de Lisboa, a Universidade Nova de Lisboa, a
Universidade do Porto, a Universidade do Algarve, a Universidade de
Évora, a Universidade de Coimbra, a Universidade do Minho e a
Universidade de Aveiro.

Consulte aqui o U-Multirank

As
universidades portuguesas que obtiveram uma melhor classificação foram a
Universidade Nova de Lisboa, a Universidade de Coimbra e a Universidade
do Porto.

Leia também: Licenciatura da Nova SBE passam a receber alunos de fora da Europa

Na
universidade Nova de Lisboa, cerca de 89,07% dos estudantes concluíram a
licenciatura com sucesso. No Porto, concluíram 63,92% e em Coimbra
cerca de 58,31%.

Para além de mostrar o desempenho global das
instituições, o U-Multirank também disponibiliza um ranking por áreas
distintas. Este ano as áreas escolhidas foram a engenharia e os
negócios.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fernando Medina, presidente da Câmara de Lisboa, durante a inauguração das Escadinhas da Saúde rolantes, ao Martim Moniz. Fotografia: Nuno Pinto Fernandes/Global Imagens

Crescimento do turismo em 2019 é o mais baixo desde a última crise

Miguel Maya, presidente executivo do Millennium BCP.
JOÃO RELVAS/LUSA

Bancos ganharam mais de 5,2 milhões por dia

Miguel Maya, presidente executivo do Millennium BCP, durante a conferência de imprensa de apresentação dos resultados do 1.º trimestre de 2019, Lisboa, 9 de maio de 2019. JOÃO RELVAS/LUSA

BCP vai fazer uma proposta de distribuição de dividendos “muito conservadora”

Bruxelas tem ranking mundial de universidades. 13 são de Portugal