McDonald's

Burger King ignora “Não” da McDonalds. Vamos criar o The Peace Day Burger?

Nova proposta do Burger King à McDonalds
Depois do "Não" da McDonalds, no final de agosto, a um hambúrger comum, a Burger King apresenta uma nova proposta, que diz ser mais épica, o "The Peace Day Burger" e dá "o tempo que for necessário" à concorrência para responder."> Nova proposta do Burger King à McDonalds

A Burger King diz ser uma empresa e ter uma equipa persistente e assim o quer provar. Depois do "Não" da McDonalds, no final de agosto, a um hambúrger comum, a Burger King apresenta uma nova proposta, que diz ser mais épica, o "The Peace Day Burger" e dá "o tempo que for necessário" à concorrência para responder.

A nega do McaDonalds para a criação do McWhopper um hambúrguer para celebrar o Dia Internacional da Paz a 21 de setembro, que integraria os ingredientes dos dois menus mais famosos das duas cadeias de fast food do mundo, não fez desistir o Burger King.

Agora, numa nova carta aberta, divulgada através do Tumblr, o Burger King garante que a proposta enviada à McDonald”s em agosto continua a ser válida e para mostrar a sua boa vontade para com o concorrente: “Levem o tempo de que precisarem”, escreve. A nova proposta, diz a cadeia de fast food é a criação de um hambúrguer ainda mais épico, chamado The Peace Day Burger.

Na mesma carta , o Burger King refere que recebeu propostas de outros restaurantes, “a expressar o seu apetite pela paz e o seu entusiasmo para ajudar a espalhar a mensagem do Dia Internacional da Paz”. A empresa anuncia que pretende discutir com as cadeias interessadas, como a Denny”s, Wayback Burgers, Krystal e Giraffas, a criação de um hambúrguer único, que reúna um ingrediente-chave de cada uma.

A empresa adianta ainda que ja tem em construção um restaurante pop-up, localizado em Atlanta, a meio caminho entre a sede do Burger King em Miami, e a sede da McDonalds, em Chicago, sendo apenas necessário o sim final de cada cadeia ou restaurante que quer estar envolvido nesta mensagem.

A verdade, é que a proposta inicial foi recusada pela McDonalds, que disse mesmo que existiam coisas mais importantes e que um telefonema podia resolver estas situações, o que não foi bem recebido nas redes sociais. Falta agora saber se o Burger King vai criar o The Peace Day Burger e com quem. Qual será a resposta da McDonalds?

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Centeno mantém crescimento de 1,9% este ano. Acelera para 2% no próximo

O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: José Sena Goulão/Lusa

Dívida pública desce mais devagar do que o previsto

desemprego Marcos Borga Lusa

Taxa de desemprego nos 5,9% em 2020. A mais baixa em 17 anos

Outros conteúdos GMG
Burger King ignora “Não” da McDonalds. Vamos criar o The Peace Day Burger?