CAEM. A auditoria às audiências servirá para “criar tranquilidade neste processo”

“Criar tranquilidade neste processo que não tem havido desde que nasceu”. Foi deste modo que Fernando Cruz, diretor-executivo da Comissão de Análise de Estudos de Meios, justificou a decisão ontem tomada de avançar para uma auditoria independente ao novo sistema de medição de audiências.

A proposta, confirmou o responsável ao Dinheiro Vivo, foi feita pela RTP, tendo sido aprovada por unanimidade na reunião de balanço do arranque do novo sistema a funcionar desde março. Fernando Cruz não precisa, no entanto, uma data para o início da auditoria que deverá ser feita “tão cedo quanto possível”. A mesma deverá demorar pelo menos quatro meses, diz. Antes disso terá de ser feito um caderno de encargos e seleccionada uma auditora independente, algo que terá que ter a aprovação da totalidade dos membros da CAEM (anunciantes, agências de meios e operadores de televisão).

Em simultâneo, o organismo e a GfK irão trabalhar num “conjunto de prioridades de ordem técnica definidas pelos associados”. Fernando Cruz não esclarece quais são essas mesmas prioridades, apenas que irão abordar “tudo o que faz parte da mudança tecnológica e de um painel novo” para um novo sistema de medição de audiências. A ideia, frisa, “é melhorar cada vez mais a performance, e resolver situações novas que venham a surgir”.

Jogos de futebol em que 30 minutos não geraram audiências e programas em que, repentinamente, passam de 250 mil espectadores para audiências zero foram alguns dos casos reportados pela imprensa. A sub-representação da amostra entre os idosos, em particular, acima dos 75 anos (o que terá afetado a RTP, sobretudo) são algumas das fragilidades apontadas ao novo sistema.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
10 dicas para uma alimentação cuidada

10 tendências da alimentação que não vai querer perder

Miguel Frasquilho acredita que IDE pode melhorar. Fotografia: Diana Quintela / Global Imagens

Investimento direto. Banca fica com 33%, empréstimos são 58%

Vista sobre Alfama, do Miradouro das Portas do Sol. Fotografia: Pedro Rocha / Global Imagens

Espanhóis do ABC dão “10 razões” para “valer a pena” ir a Lisboa

Fotografia: REUTERS/Hannibal Hanschke

Tesla: Nova bateria permite “carro mais rápido do mundo”

Foto: REUTERS/Leonhard Foeger

Os heróis dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro

1

Os melhores empregos para pessoas que gostam de viajar pelo mundo

Conteúdo Patrocinado
CAEM. A auditoria às audiências servirá para “criar tranquilidade neste processo”