Cavaco Silva distingue empreendedorismo social do CAIS Recicla

Projeto criado em 2011 por Unicer e Cais
Projeto criado em 2011 por Unicer e Cais

O Presidente da República visitou na quinta-feira o CAIS Recicla, projeto de empreendedorismo social criado pela CAIS e Unicer, em reconhecimento do trabalho para a promoção da capacitação socioprofissional de pessoas em situação de pobreza e exclusão social. Desde 2011 que esta oficina criativa gera formas de sustentabilidade económica através da comercialização de peças de ecodesign social originais feitas pelos utentes da Associação.

Num dia dedicado ao empreendedorismo social, o Presidente da República visitou várias instituições e, posteriormente, foi recebido por Rui Moreira, presidente da Câmara do Porto, nos Jardins do Palácio de Cristal, tendo concluído o dia com o discurso na Biblioteca Almeida Garrett, onde teve contacto com projetos de empreendedorismo social.

O CAIS Recicla – criado em 2011, através de uma parceria entre a Cais e a Unicer com origem em 2006 – foi identificado e distinguido pelo seu cariz inovador na área da responsabilidade e empreendedorismo social. Neste momento, integra uma equipa de cinco utentes da Associação que, sob a orientação de designers, produzem manualmente objetos de design funcionais, feitos, principalmente, com sobras industriais e publicitárias das marcas da Unicer.

Leia também: Cavaco Silva: “Temos a maior rede de empreendedores sociais da Europa”

“É para a Unicer um grande orgulho ver o CAIS Recicla receber esta distinção da Presidência da República. Impulsionámos a criação deste projeto em 2011 e, desde então, temos acompanhado o seu crescimento”, disse Joana Queiroz Ribeiro, diretora de Pessoas e Comunicação da Unicer. A responsável da Unicer salientou ainda a dedicação e entrega do utentes da Associação, que resulta em trabalhos únicos. A visita de Cavaco Silva, conclui, é um grande reconhecimento do trabalho que está a ser feito e que devemos continuar”.

O projeto CAIS Recicla reúne as três vertentes da sustentabilidade – social, ambiental e económica – e tem como missão promover a capacitação socioprofissional de pessoas em situação de pobreza e exclusão social, criando formas de sustentabilidade económica através da comercialização dos seus produtos. Ao mesmo tempo, alia a preservação de recursos naturais, a reutilização de materiais publicitários e industriais e a criatividade.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa, intervém durante a cerimónia de assinatura de declaração de compromisso de parceria para Reforço Excecional dos Serviços Sociais e de Saúde e lançamento do programa PARES 3.0, no Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, em Lisboa, 19 de agosto de 2020. ANDRÉ KOSTERS/LUSA

“Na próxima semana podemos chegar aos 1000 casos por dia”, avisa Costa

Fachada da Caixa Geral de Depósitos. 
(Sarah Costa / Global Imagens)

Clientes da CGD sem acesso ao serviço Caixadirecta

App Stayaway covid

App Stayaway Covid perto do milhão de downloads. 46 infetados enviaram alertas

Cavaco Silva distingue empreendedorismo social do CAIS Recicla